Greve não impacta fluxo das rodovias, diz o Ministério da Infraestrutura

por Blog do Caminhoneiro

O Ministério da Infraestrutura e a Polícia Rodoviária Federal confirmaram que todas as rodovias federais, sob administração do DNIT e concedidas, seguem com fluxo livre de veículos. De acordo com a publicação, três locais com aglomeração em rodovias, em dois estados, foram registrados nesta manhã, sem bloqueio, mas que já perdem força.

A manifestação dos caminhoneiros foi convocada contra o aumento dos preços dos combustíveis e pedindo a revisão da política de preços da Petrobras, pelo CNTRC (Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas). Apesar do chamado, poucos caminhoneiros e entidades aderiram ao movimento.

De acordo com entidades ligadas ao movimento, como a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL), os transportadores estão aderindo à greve, mas sem realizar o bloqueio das estradas, dizendo ainda que o fluxo nas rodovias é majoritariamente de caminhões de transportadoras, já que os autônomos teriam parado.

Outras reivindicações da movimentação é a fiscalização mais efetiva da Política Nacional de Pisos Mínimos do Transporte Rodoviário de Cargas (PNPM-TRC), conhecida como Tabela de Fretes, e também a inclusão dos caminhoneiros em uma plano especial de aposentadoria, aos 25 anos de trabalho, devido à insalubridade da profissão.

No início deste ano também foi registrada uma movimentação de caminhoneiros que pediam por uma greve geral, como ocorreu em 2018, mas a adesão também foi baixa.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

CLIQUE AQUI PARA PARTICIPAR DO NOSSO CANAL DO TELEGRAM