Volkswagen inicia vendas do caminhão elétrico e-Delivery

por Blog do Caminhoneiro

Desde ontem, 13 de julho, transportadores de São Paulo e Rio de Janeiro já podem realizar encomendas do primeiro caminhão elétrico 100% brasileiro colocado à venda. O e-Delivery, em versões de 11 e 14 toneladas, já chega às concessionárias da marca com vendas de unidades para grandes empresas. Uma delas é a Coca-Cola, que adquiriu 20 e-Delivery 14 toneladas.

“Com o e-Delivery, mostramos uma vez mais o nosso propósito de deixar um legado de consciência ambiental às futuras gerações. Porque nosso maior compromisso sempre foi com as pessoas. Elas são o centro de nossas preocupações em 40 anos de história. Por isso, saudamos a Coca-Cola FEMSA Brasil, que atua em 48% do território brasileiro, pela iniciativa da primeira compra neste lançamento, que vai revolucionar o transporte urbano de cargas”, comemora Roberto Cortes, presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus.

A Coca-Cola adquiriu os modelos para reforçar suas ações de sustentabilidade e estratégia de mobilidade sustentável, reduzindo o impacto das operações de distribuição de bebidas.

“Nosso objetivo é sermos líderes em mobilidade sustentável, gerando uma redução significativa na emissão de poluentes. Essa iniciativa se soma a outras ações de eficiência e tecnologia já adotadas ao longo dos últimos anos em nossas operações”, ratifica Ian Craig, CEO da companhia, acrescentando que as 20 unidades do e-Delivery vão entrar em operação até o fim deste ano.

e-Delivery – 100% desenvolvido no Brasil

Para a negociação do caminhão, a Volkswagen desenvolveu um ecossistema completo de mobilidade elétrica. Para a produção do modelo, a Volkswagen investiu mais de R$ 150 milhões, com 400 mil quilômetros em testes e um time de 150 engenheiros e técnicos trabalhando incansavelmente para alcançar os melhores resultados.

“O futuro chegou. Mais do que vender produtos ou soluções em serviços, nosso propósito é unir o transporte de pessoas e bens ao uso de energias cada vez mais renováveis e limpas. É o que temos feito ao longo da nossa história de 40 anos, pesquisando diferentes matrizes energéticas, respeitando o meio ambiente e construindo um legado para a sociedade. E que agora culmina na chegada do e-Delivery”, comemora o CEO da montadora.

Para a produção, a Volkswagen criou o e-Consórcio, uma parceria com algumas das maiores empresas em eletromobilidade do mundo, que assegura comodidade e eficiência para o cliente do e-Delivery: da montagem até a infraestrutura de recarga e gerenciamento de ciclo de vida da bateria dos veículos, integrando toda a cadeia de fornecedores.

Pela primeira vez no país, um caminhão elétrico é oferecido numa solução de transporte completa, com evidentes ganhos para o consumidor.

“E o mercado já corresponde à tanta inovação. Além do acordo já firmado com a Ambev, acabamos de fechar os primeiros negócios com outras grandes empresas no país. Coca-Cola FEMSA Brasil e JBS são as primeiras a adquirir os modelos elétricos Volkswagen em pleno lançamento comercial”, reforça Cortes.

Os VW e-Delivery 11 e 14 toneladas têm a bordo tecnologia de ponta com os mais refinados sistemas de inteligência. E também chegam às lojas com exclusiva consultoria comercial, novos planos de manutenção Volks|Total e-Prev e e-Prime, além de uma estrutura de serviços e pós-vendas Volks|Care, especialmente desenhados para assegurar a disponibilidade do veículo e reduzir seu custo operacional.

e-Delivery 11 toneladas 4×2

O modelo mais leve da família elétrica da Volkswagen está equipado com um motor que entrega 300kW com torque máximo de 2.150 Nm desde a rotação zero.

Equipado com suspensão pneumática de série, atende às mais variadas aplicações urbanas e conta com seis módulos de bateria ou, opcionalmente, três módulos, de acordo com a autonomia necessária à operação.

Tem peso bruto total de 10.700 kg e sua capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 6.320 kg.

e-Delivery 14 toneladas 6×2

Com calibração minuciosa para operação severas, seu motor também entrega 300kW e torque de 2.150Nm desde as primeiras rotações. Sua suspensão pneumática permite suspender um dos eixos para gerar ainda mais economia na operação.

Também é bastante versátil em suas aplicações e pode receber seis ou três módulos de bateria conforme o desejo do cliente.

Tem peso bruto total de 14.300 kg e sua capacidade máxima de carga útil, somada à carroceria, chega a 9.055 kg, a maior de sua categoria em elétricos do Brasil.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!