Cummins inicia testes com motor de combustão interna movido a hidrogênio

por Blog do Caminhoneiro

Quando falamos do hidrogênio como combustível, que não gera poluentes quando é consumido por um veículo, geralmente associamos seu uso às células de combustível, sistemas complexos que transformam a reação química do hidrogênio em eletricidade para movimentação de motores elétricos.

Mas algumas empresas estão estudando um uso significativamente mais simplificado desse combustível: Dentro de motores quase idênticos aos motores a gás. Como o hidrogênio é um gás altamente inflamável, pode ser usado em motores de combustão interna apropriados. Mais uma empresa que iniciou testes com esse tipo de uso para o hidrogênio é a Cummins.

“A Cummins está entusiasmada com o potencial do motor a hidrogênio para reduzir as emissões e fornecer potência e desempenho para os clientes. Estamos utilizando todas as novas plataformas de motores equipadas com as tecnologias mais recentes para melhorar a densidade de potência, reduzir o atrito e melhorar a eficiência térmica, o que nos permite evitar as limitações de desempenho típicas e compromissos de eficiência associados à conversão de motores a diesel ou gás natural em combustível de hidrogênio. Fizemos avanços tecnológicos significativos e continuaremos avançando. Estamos otimistas em trazer esta solução para o mercado”, diz Srikanth Padmanabhan, presidente do Segmento de Motores da Cummins.

Após a realização de testes com motores conceito, a empresa deve iniciar a avaliação dos motores em aplicações em rodovias e também em operações off-road, o que irá garantir uma transição mais acelerada para a descarbonização dos veículos comerciais.

“O programa de motores a hidrogênio pode potencialmente expandir as opções de tecnologia disponíveis para alcançar um setor de transporte mais sustentável, complementando nossas capacidades em células de combustível de hidrogênio, baterias elétricas e motores a gás natural renovável”, afirma Jonathon White, vice-presidente de Engenharia de Negócios de Motores.

A grande vantagem do uso de um motor de combustão interna movido a hidrogênio é que as montadoras e proprietários continuarão usando veículos equipados com sistemas de transmissão conhecidos, podendo funcionar em praticamente qualquer veículo fabricado atualmente.

Os motores a hidrogênio podem usar como combustível o hidrogênio verde, produzido por eletrolisadores fabricados pela Cummins, com emissões quase nulas de CO2 no escapamento e níveis próximos a zero de NOx. O investimento projetado na produção de hidrogênio renovável globalmente proporcionará uma oportunidade crescente para a implantação de frotas movidas a hidrogênio utilizando células de combustível Cummins ou motores de combustão interna.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!