Recuperação do setor de implementos se consolida e deve fechar o ano com mais de 150 mil unidades vendidas

por Blog do Caminhoneiro

Até o último dia de agosto deste ano, a indústria de implementos rodoviários do Brasil emplacou 107.298 implementos rodoviários, alta de 45,5% ante o mesmo período de 2020, quando haviam sido emplacados 74.744 unidades.

Com o crescimento atual, a Associação Nacional dos Fabricantes de Implementos Rodoviários (Anfir), prevê que 2021 deve ser encerrado com a comercialização de 156 mil unidades. Considerando os meses de janeiro, quando foram emplacados pouco mais de 11 mil unidades, com agosto, que foi encerrado superando 15 mil, o crescimento foi de 36%.

“O aumento gradual nos emplacamentos mostra que a revisão de nossa previsão anual tem condições de ser alcançada”, diz José Carlos Spricigo, presidente da Anfir.

A estimativa é muito melhor do que a anunciada no início do ano, quando a Anfir previa um crescimento de apenas 10% sobre os emplacamentos registrados em 2020.

“Apesar de todas as dificuldades que nossa indústria tem enfrentado no abastecimento de matérias-primas e componentes acreditamos que nosso resultado será melhor”, afirma o presidente da ANFIR.

Balanço por segmento

O segmento Pesado (Reboques e Semirreboques) segue com ritmo de recuperação mais aquecido que o Leve. Em oito meses de 2021 a indústria distribuiu 61.445 unidades contra 40.462 produtos registrados de janeiro a agosto de 2020. Isso representa variação positiva de 51,86%.

O segmento Leve (Carroceria sobre chassis) o percentual de recuperação foi de 37,77%. De janeiro a agosto de 2021 foram comercializados 45.853 produtos contra 33.282 implementos rodoviários em igual período de 2020.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!