Valor dos combustíveis cai na Região Sul

No início de dezembro, o valor dos combustíveis apresentou uma baixa na Região Sul do Brasil. De acordo com o Índice de Preços Ticket Log (IPTL), o etanol foi o que teve a maior queda, de 0,56%, baixando de R$ 5,280 para R$ 5,245 o litro. A gasolina apresentou baixa de 0,40%, e o valor que era R$ 6,784, passou para R$ 6,757.

“Considerando os acréscimos consecutivos dos últimos meses, temos um período de respiro no ritmo de alta dos preços, de acordo com o levantamento da Ticket Log”, aponta Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Ainda na análise nacional, os postos sulistas comercializaram o menor preço médio para a gasolina, a R$ 6,757, e para o diesel, a R$ 5,201 o comum e R$ 5,255 o S-10. Já para o etanol, a média cobrada foi a maior do País (R$ 6,245). Além de registrar as menores médias para o preço de todos os combustíveis, o Paraná foi o Estado que apresentou a maior baixa no preço do etanol de toda a Região (2,24%), passando de R$ 5,591 para R$ 5,466. Já no Rio Grande do Sul ocorreu o inverso e, apesar de apresentar baixa no valor da gasolina e do diesel, o Estado teve as maiores médias no preço de todos os combustíveis e alta de 0,72% para a etanol, passando de R$ 6,974 para R$ 7,024.

As bombas de Santa Catarina registraram baixas de 0,09% no valor da gasolina e de 0,19% no valor do diesel comum. Já para o etanol e o diesel S-10 houve altas, de 1,00% e 0,04%, respectivamente.

“Assim como nos últimos meses reforçados pelo Índice de Preços Ticket Log, o Sul do Brasil continua no topo do ranking do etanol mais caro do País. Porém, também lidera com a gasolina e o diesel mais baratos. Considerando a relação 70/30, a gasolina permanece sendo a opção mais vantajosa para os motoristas que abastecem no Estado”, finaliza Douglas.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta Uso do celular aumenta entre motoristas Rebite – Um grande vilão nas estradas