DER suspende emissão de AET e proíbe circulação de caminhões que portem o documento em Minas Gerais

Por determinação do Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais (DER-MG), a circulação de caminhões portadores de Autorização Especial de Trânsito (AET) está proibida em todo o estado até o próximo dia 25 de janeiro.

A informação foi confirmada ao Portal Caminhões e Carretas em nota, após a publicação, no site do DER, da informação sobre a suspensão da emissão do documento para veículos de cargas que excedam as dimensões regulamentares estabelecidas pelo Contran.

De acordo com o órgão, essa suspensão da emissão do documento e proibição da circulação se deve aos diversos danos causados pelas fortes e contínuas chuvas em Minas Gerais, que levam a interdição de diversos trechos de rodovias do estado.

O DER pontua que a restrição é determinada por motivos de segurança, e diz que será feita reavaliação da capacidade de tráfego das rodovias, para a posterior liberação da circulação desses veículos.

Com a proibição da circulação de caminhões portadores de AET, as Polícias Rodoviárias Federal e Estadual podem reter os veículos que entrem no estado até o dia 25 de janeiro, mesmo que a AET esteja dentro da validade.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Siga o Blog do Caminhoneiro nas redes sociais

4 comentários

AD 19/01/2022 - 14:27

PARACE VCS ESTAO PENSANDO SO EM CARRETAS NORMAIS COM AET.

E AS PRANCHAS QUE TRANSPORTA MAQUINAS DE MINERADORA, COLHEITA, ETC. ELAS ESTANDO PARADAS, PARA A MINERAÇAO, PARA A COLHEITA, NIGUEM PRUDUZ, AI PARA TUDO, É ISTO!

Reply
Dirceu Antônio Vilaca 18/01/2022 - 09:09

Ao contrário do que o amigo pensa,o que mais danifica a pista são veículos com poucos eixos e excesso de peso.E o peso concentrado em menor espaço.Quanto mais eixos,melhor distribuição da carga e menor dano as vias.O problema aí e o espaço que esses veículos ocupam em pista simples causando transtorno ao trânsito.As estradas deveriam ser duplicadas e entregue a concessionárias e as balanças deveriam funcionar,pois onde funcionam os danos são menores.O motorista de caminhão que reclama do mau estado da pista e o mesmo que roda com até vinte toneladas de excesso,portanto,ele mesmo causa o estrago e depois reclama.

Reply
Ricardo 17/01/2022 - 22:20

Em minas já não tem rodovias agora com essas chuvas acabou com o resto.minas gerais o estado com maior números de estradas que não prestao.ate as rodovias pedagiadas em minas não presta.uma vergonha .tinha é que quem quebrar os carros e caminhões com esses buracos entrar na justiça contra o governo talvez assim eles timão vergonha

Reply
Jorandi Sutil Rodrigues 17/01/2022 - 13:16

Não deveriam ter liberado esses tipos de carretas,se forem analisar ,depois q liberaram essas Inhaca o frete só baixa pois o idiota do motorista acha q botando mais eixos vai ganhar mais ,se os nossos políticos corruptos não se vendessem com certeza nunca seriam liberados e teríamos safra o ano todo automaticamente o frete seria pela lei da oferta e da procura ,nem precisaríamos de tabela de fretes

Reply

Deixe um comentário!

Conheça as miniaturas incríveis feitas por Rodrigo Krause Iveco Glider – O conceito da Iveco para a IAA de 2010 Conheça o caminhão mais rápido do mundo, que pode passar de 600 km/h Scania Frostfire está finalmente pronto Oportunidades de emprego para caminhoneiros em todo o Brasil