Caminhoneiros dos Estados Unidos vão iniciar protesto semelhante ao do Canadá

O Freedom Convoy, em Ottawa, capital do Canadá, foi encerrado no último final de semana, após o governo de Justin Trudeau utilizar a força policial para encerrar os protestos. Mas o uso da força contra os manifestantes não está desestimulando o People’s Convoy, ou Comboio do Povo, que vai acontecer nos Estados Unidos.

De acordo com os organizadores do movimento, caminhoneiros de todo o país deve ser reunir para uma viagem de 4 mil quilômetros, saindo da costa do Oceano Pacífico, até a capital, Washington, onde vão se reunir. O protesto é contra as medidas restritivas relacionadas à pandemia do coronavírus.

Os manifestantes querem que a economia estadunidense volte a girar, reabrindo o país. A viagem deverá durar onze dias, e a concentração vai acontecer próxima à capital, mas não na Casa Branca, como aconteceu no Canadá.

A Guarda Nacional dos Estados Unidos já mobilizou centenas de soldados para garantir o tráfego livre em rodovias e para reprimir o movimento. Em alguns locais, veículos militares foram posicionados.

Um dos organizadores do movimento, Kyle Sefcik, fez um vídeo para o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, dizendo que o movimento só vai acabar quando o presidente derrubar o passaporte sanitário e exigência de vacinas.

Ele também afirma que o movimento será pacífico, e destacou que fez o vídeo para que o mundo saiba quem são e quais são os planos, sem que haja mentiras e desinformação sobre o movimento.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal CAMINHONEIRO SEGUE TRABALHANDO AOS 90 ANOS DE IDADE