Valor do diesel segue em alta no início de fevereiro

por Blog do Caminhoneiro

O valor do diesel segue com tendência de alta, registrando alta média de R$ 1,36%, apesar da Petrobras não ter anunciado nenhum reajuste desde o início de janeiro. De acordo com dados do último levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), referente aos primeiros dias de fevereiro, apontam que o preço médio do diesel segue em alta em todo o território nacional. O tipo comum foi comercializado a R$ 5,844 e o S-10 a R$ 5,912, altas de 1,28% e 1,44% respectivamente, em relação ao fechamento de janeiro.

Nenhuma região brasileira apresentou recuo no valor do combustível e o Sudeste liderou com o maior aumento do País. O diesel comum na região teve alta de 1,91%, em relação a janeiro e fechou a R$ 5,653. O diesel S-10 registrou acréscimo de 1,81% e foi comercializado a R$ 5,736.

Apesar de comercializar o diesel comum e o S-10 pelas maiores médias, a R$ 6,043 e R$ 6,119, o Norte registrou os menores acréscimos no valor dos dois combustíveis, de 0,73% e 1,12%, respectivamente.

O Sul fechou o período com as menores médias, também para os dois tipos de diesel. O comum com o litro a R$ 5,487 e o S-10 a R$ 5,527 apresentaram altas de 1,84% e 1,54%, respectivamente.

Na análise por Estado, o Acre continua na liderança do diesel comum e S-10 com as médias mais caras do País, com valores chegando a R$ 6,445 e R$ 6,444, respectivamente. Já a Bahia liderou as altas para os dois tipos de diesel: o comum avançou 2,47%, passando de R$ 5,796 para R$ 5,939; e o S-10 teve acréscimo de 2,86% e de R$ 5,867, passou para R$ 6,035.

O maior recuo para o diesel comum foi registrado no Amapá (1,94%), com valor de R$ 5,982 passando para R$ 5,866. Já para o tipo S-10, foi registrada no Amazonas uma queda (0,14%), com valor de R$ 5,744 passando para R$ 5,736. Os postos amazonenses também apresentaram uma baixa de 0,80% no valor do diesel comum, e o valor de R$ 5,729 passou para R$ 5,683.

“As variações de alta no preço do diesel registradas na primeira quinzena de fevereiro foram mais brandas se comparadas ao fechamento de janeiro. Porém, os acréscimos persistem e com reflexo em todo o território nacional. Desta vez, com exceção apenas dos Estados nortistas do Amazonas e Amapá”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!