CaminhõesCaminhoneiroDestaquesNotíciasNotícias

Abastecer o caminhão ficou quase 70% mais caro em um ano

Nos últimos meses, o valor do diesel teve altas expressivas no Brasil e no mundo, por uma série de fatores que impactam o mercado internacional de combustíveis. Além de uma alta demanda, especialmente pelo diesel, a Guerra na Ucrânia trouxe diversas sanções internacionais à Rússia, causadora do conflito.

Entre essas sanções, está o bloqueio na compra de petróleo e derivados do país. Como a Rússia é a segunda maior produtora de petróleo do planeta, os estoques diminuíram, aumentando os preços.

E no Brasil, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), abastecer o caminhão ficou quase 70% mais caro em um ano.

De acordo com o último levantamento disponível no site da agência, compreendendo os dias 19 a 25 de junho de 2022, o valor médio do diesel S-500, com maior teor de enxofre, é de R$ 7,568 o litro. O diesel S-10 é vendido por R$ 7,678 o litro.

No período de 20 a 26 de junho de 2021, portanto um ano antes, os valores eram de R$ 4,498 e R$ 4,562 por litro, respectivamente, na média nacional.

Isso mostra que o valor do diesel S-500 subiu 68,25%, e o diesel S-10 subiu 68,30%, em média.

Em algumas regiões do país, no entanto, o valor do diesel chega a ultrapassar os R$ 8 por litro.

Considerando um caminhão rodoviário, equipado com dois tanques totalizando 750 litros de combustível, o valor de abastecimento para completar os tanques com diesel S-10 atualmente é de R$ 5,758,50.

Há um ano, a mesma operação custava R$ 3,421,50. Ou seja, o caminhoneiro gasta R$ 2.337,00 a mais hoje em dia para poder abastecer o mesmo caminhão.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.