Novidades

Conheça caminhões dos 32 países que vão participar da Copa do Mundo

No final desse ano, entre 21 de novembro e 18 de dezembro, será realizada no Qatar a 22ª edição da Copa do Mundo. Ao todo, 32 países tem seleções que vão participar do torneio, mas apenas uma vai levantar a taça.

Dividida em oito grupo com quatro seleções cada, a Copa do Mundo tem países de todos os continentes participando. Elaboramos uma lista com os caminhões que se destacam em cada mercado dos países participantes. Conheça eles:

Grupo A: Qatar, Equador, Senegal e Holanda

Qatar

No Qatar, o caminhão mais vendido é o leve e médio Mitsubishi Fuso, que, no país é vendido pela Qatar Auto Company. É oferecido com várias opções de motores, e mantem um design criado pela Daimler, dona da marca, que também vende o caminhão na Europa, Ásia e América.

Equador

O mercado equatoriano também tem um caminhão leve como mais vendido. Trata-se do JMC Carrying Plus, fabricado na China, que oferece capacidade de carga de até 4.000 kg. A JMC diz que o motor é de origem japonesa, com potência de 115 cavalos e torque de 285 Nm.

Senegal

Não há dados fáceis sobre as vendas de caminhões no Senegal. Boa parte dos veículos comerciais vendidos no país são modelos europeus usados e caminhões novos vindos da China, que chegam à África por cerca da metade do preço dos modelos europeus novos.

Holanda

Na Holanda, o caminhão mais vendidos não poderia ser outro. É o DAF XF, produzido no próprio país. O XF responde por mais de 10% das vendas totais no país, com 1.849 unidades vendidas durante 2021.

Grupo B: Inglaterra, Irã, Estados Unidos e País de Gales

Inglaterra

O mercado inglês foi bastante alterado pelo Brexit, mas a DAF também é a campeã de vendas nesse mercado. O modelo mais vendido, no entanto, é o CF, produzido na fábrica da antiga Leyland Trucks.

Irã

O Irã é um dos países mais fechados do mundo, e também não é fácil encontrar estatísticas de vendas. Algumas publicações falam em caminhões Isuzu e outros em modelos FAW, mas também há citações ao modelo Kavian (Karizan) TEK V19.

Estados Unidos

O mercado norte-americano é bastante diferenciado do resto do mundo, por ter em sua maioria caminhões bicudos. O caminhão mais vendido é o Freighliner Cascadia, que já está no topo há vários anos. Somente em 2019, a montadora vendeu 190 mil caminhões, de vários modelos, tendo mais de 40% de participação na faixa de mercado em que atua.

País de Gales

O País de Gales é um país no sudoeste da Grã-Bretanha, e segue o mesmo padrão de vendas de caminhões da Inglaterra. O número de unidades vendidas por lá, no entanto, é muito baixo, apenas 964 caminhões no ano inteiro de 2021. O mais vendido também é o DAF CF.

Grupo C: Argentina, Arábia Saudita, México e Polônia

Argentina

O mercado vizinho ao nosso tem nos modelos médios e semipesados a maior representatividade. Neste ano, o caminhão que tem se destacado por lá é o Iveco Tector 170E28, com mais de 500 unidades vendidas até junho.

Arábia Saudita

Na Arábia Saudita, o caminhão mais vendido é o modelo Volvo FM 400, seguido pelo Actros 4048 da Mercedes-Benz.

México

O mercado mexicano é um misto de marcas norte-americanas e europeias, e os modelos mais vendidos variam muito entre os segmentos. Mas, nos caminhões, o destaque também é da Freightliner, dominando vários segmentos, especialmente os pesados, com o Cascadia.

Polônia

Na Polônia, o mercado também é dominado pela DAF. No ano passado a montadora holandesa registrou mais de 6.400 unidades no país, sendo o XF o modelo mais vendido.

Grupo D: França, Austrália, Dinamarca e Tunísia

França

Como não podia ser diferente, o mercado francês tem uma marca francesa no topo das vendas, a Renault, que faz parte do Grupo Volvo. A marca detém quase 30% das vendas totais, o dobro da Mercedes-Benz, segunda colocada, em um mercado anual de 45 mil unidades.

Austrália

O mercado australiano é outro dominado por modelos de várias origens. No ranking geral, a Isuzu domina as vendas no país. Entre os pesado, o troféu fica com a Kenworth. Mas, entre os modelos, o destaque é o caminhão Mack Titan, um dos caminhões mais populares de toda daquela região.

Dinamarca

Com 277 unidades vendidas entre janeiro e abril, o ranking dinamarquês na venda de caminhões é dominado pelo Volvo FH. Os caminhões Scania R ficam em segundos na lista, seguidos pelos Mercedes-Benz Actros.

Tunísia

Não encontrei dados específicos sobre as vendas na Tunísia, país que tem montadoras de muitas regiões do mundo atuando, com números bastante pequenos de vendas.

Grupo E: Espanha, Costa Rica, Alemanha e Japão

Espanha

No ano passado, o caminhão mais vendido na Espanha foi o Volvo FH. Foram 2.721 unidades registradas do modelo, em todas as versões de potência. O segundo colocado é o Iveco S-Way, com 2.451 vendas.

Costa Rica

A Costa Rica também é um país com forte mercado importador, com várias marcas operando, e operações de importação de novos e usados. Não foram encontrados dados concretos sobre os modelos mais comercializados.

Alemanha

O mercado alemão de veículos é o maior da Europa, e como não poderia ser diferente, os caminhões Mercedes-Benz são os mais vendidos daquela região, especialmente o Actros.

Japão

Hino e Isuzu dominam as vendas no Japão, com mais de 35% do mercado cada uma. O restante das vendas é dominado por montadoras como Mitsubishi Fuso e UD Trucks, com muito pouca penetração de outras montadoras.

Grupo F: Bélgica, Canadá, Marrocos e Croácia

Bélgica

O mercado belga recebe todas as marcas europeias e mais algumas importadas, como Ford Trucks, da Turquia. Mas o domínio fica com o Volvo FH, seguido pelos DAF XF. No primeiro semestre desse ano, do total de 4.351 unidades vendidas, a Volvo registrou 1.097.

Canadá

Como acontece nos Estados Unidos, o Canadá também registra a marca Freightliner como a mais vendida, com o Cascadia no topo das vendas. Apesar das vendas muito menores que nos EUA, a Freighliner detém 36% do mercado naquele país.

Marrocos

No Marrocos, os veículos são importados, sem produção local. Mas os informativos da Associação de Importadores de Automóveis em Marrocos não traz dados sobre as vendas de caminhões na região.

Croácia

A MAN é a marca que mais vende caminhões e ônibus na Croácia nos últimos 15 anos, o que é um feito impressionante. Dos 16.296 caminhões vendidos no país nos últimos 15 anos, a montadora registra 4.758 unidades vendidas. A montadora produz no país em parceria com a Auto Hrvatska desde 1993.

Grupo G: Brasil, Sérvia, Suíça e Camarões

Brasil

No Brasil, a Volvo tem o caminhão mais vendido, com o FH 540, há vários anos. O caminhão registrou mais 728 unidades emplacadas em junho, totalizando 3.941 vendas no primeiro semestre. Entre as montadoras, Volkswagen e Mercedes-Benz seguem dominando as vendas. A VW vendeu 3.099 caminhões em junho e já acumula 17.002 unidades nos seis primeiros meses do ano.

Sérvia

Não foram encontrados dados sobre as vendas de caminhões na Sérvia.

Suíça

Na Suíça, as vendas são dominadas pela Scania. Na região, um em cada quatro caminhões são fabricados pela montadora, que também foi líder de mercado em 2018, 2019 e 2020. O modelo mais emplacado é o Scania R.

Camarões

Mercado também marcado por importação de diversas marcas, e não existem informações concretas sobre as vendas por montadora ou por modelo.

Grupo H: Portugal, Gana, Uruguai e Coreia do Sul

Portugal

Em Portugal, com vendas muito pequenas no total, a Volvo domina o mercado com cerca de 70 emplacamentos por mês, especialmente do modelo FH. A Mercedes-Benz é a segunda colocada, com o Actros, com cerca de 55 unidades emplacadas por mês.

Gana

Gana é outro país que se vira com importações no setor de transportes, especialmente de modelos chineses. Uma das marcas com maior destaque é a Sinotruk, mas não existem dados específicos sobre as vendas.

Uruguai

Neste ano, os modelos mais vendidos no Uruguai são os Volkswagen, com 233 unidades emplacadas no primeiro trimestre. O Constellation 24.250 é o que tem se destacado mais naquele país.

Coreia do Sul

Apesar de muitas importações, o mercado coreano ainda é dominado por uma marca nacional, a Hyundai. O caminhão pesado mais vendido no país é o Xcient, que é oferecido como um cavalo mecânico ou modelo rígido.

Esses são os caminhões vendidos, ou pelo menos quase todos eles, em todos os países que vão participar da Copa do Mundo no final do ano. Qual será o país que vai levantar a cobiçada taça?

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.