Na Argentina, a Agrale paralisa produção devido à crise e falta de dólares

Até o final deste ano, a Agrale não produzirá nenhum veículo em solo argentino. O anúncio foi feito nesta semana, devido à restrição feita pelo Banco Central da Argentina para acesso à dólares, o que impede a montadora de pagar fornecedores.

Em nota, a empresa informou que “a possibilidade de a Agrale Argentina efetuar pagamentos no exterior foi fortemente impactada, inclusive para efetuar pagamentos correspondentes a importações que já foram recebidas em nossa planta produtiva e que estão vencidas”.

O Banco Central da Argentina impôs uma série de restrições à utilização de moeda estrangeira no país, limitando o montante que as empresas podem solicitar para pagamento de contas no exterior.

Na Argentina, a Agrale produz veículos desde 2008, principalmente ônibus e tratores, em uma planta instalada na região de Mercedes, próxima a Bueno Aires.

A montadora diz que espera uma resposta formal do Banco Central argentino, para saber quando a situação será normalizada.

“Nossa área financeira está em contato com diversos órgãos públicos e privados (Banco Santander, Banco Central e funcionários do governo) tentando desbloquear as operações de pagamento no exterior, já que nos últimos 10 dias todos os pedidos foram rejeitadas pelo Banco Central”, disse a empresa, na nota.

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta