Projeto de lei quer isentar importação de veículos antigos para incentivar mercado de restauração

Um projeto de lei apresentado pelo Deputado Federal Leur Lomanto Júnior (UNIÃO/BA) quer isentar os veículos antigos, destinados a colecionadores, do Imposto de Importação, Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), PIS/Pasep e Cofins.

Se for aprovado, o texto, apresentado ontem na Câmara dos Deputados, diz que essa redução só será válida para aqueles veículos com mais de 30 anos de fabricação, que sejam trazidos ao país exclusivamente para restauração, a fim de serem colecionados.

Na justificativa do projeto, o deputado destaca que entre 2007 e 2014, cerca de 460 veículos de coleção entraram no país por ano, e, nos último dois anos, essa média caiu para 180.

Para o deputado, o aumento da importação desses veículos vai movimentar o mercado de restaurações, gerando emprego e movimentando a economia.

“O segmento movimenta uma soma total de R$32,6 bi por ano, sendo R$16,1 bi em gastos diretos (serviços, seguros, manutenção, restauração, armazenamento, combustível, etc.); R$12,3 bi em compra e venda de veículos históricos; R$3,5 bi em eventos de veículos históricos (incluem hotelaria, alimentação e inscrições/entradas) e R$768 milhões em gastos indiretos (incluem mensalidades de clubes, revistas especializadas, souvernirs, etc.)”, destaca o parlamentar.

Como foi apresentado nesta semana, o projeto ainda não tem prazo para ser analisado na Câmara dos Deputados e em suas comissões.

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta