Scania 113H – O caminhão mais famoso da Scania

O estilo quadradão, motor potente, robusto e confiável, além de uma cabine que oferecia um bom nível de conforto, fizeram do 113H o caminhão mais famoso da Scania.

O caminhão é considerado tão bom, especialmente pelos autônomos, que ainda é um dos modelos mais valorizados no mercado de usados, e é presença comum em qualquer estrada, mesmo após mais de 20 anos do fim de sua produção.

O modelo chegou ao Brasil em 1991, para substituir a linha 112, que já tinha 10 anos de mercado. Inicialmente oferecido com potências de 320 cavalos, com cabine baixa, e painel reto, o modelo lembrava muito o 112H, mas, entre os dois modelos haviam mais de 400 diferenças técnicas.

Foi no ano de 1994 que chegou a geração que conquistou de vez o coração dos estradeiros brasileiro. Ostentando uma bela cor azul clara, com as tradicionais faixas rosa, lilás e roxa, o modelo chegava com opção de teto alto, chamado de Topline.

Essa nova altura de cabine aumentava muito o conforto para o motorista, e garantia mais espaço para armazenamento. Outra novidade foi o novo painel, chamado de envolvente, que dava muito mais ergonomia à cabine.

O 113 era vendido em versões H e E, com motores de 11 litros, e teve potências de 310, 320 e 360 cavalos, com tração 4×2, 6×2 e 6×4, além da opção T 113 HK 6×6.

O modelo também era oferecido com cabine bicuda, a T, ou cara-chata, a R, que compartilhavam a maioria das especificações e componentes.

Entre todas as opções, o T 113H 4×2 360 foi o mais vendido, com 19.974 unidades emplacadas entre 1991 e 1998. A linha T 113 inteira vendeu 26.398 unidades. Somando-se a versão cara-chata e os modelos 143, com motores V8 de 14 litros e 450 cavalos de potência, a Série 3 da Scania chegou à 36.340 unidades vendidas.

O número de unidades vendidas é tão expressivo que só foi ultrapassado por outro modelo Scania em 2017, 19 anos depois do fim da produção da Série 3. Em outubro de 2017, o R440, que havia sido lançado em 2012, chegou às 26.921.

Homenagem ao clássico

No ano de 2017, a Scania celebrou 60 anos de Brasil. Para celebrar a data, foi criada uma série especial, chamada de Edição Especial 60 Anos. Com dois modelos, R 440 e R 480, a série foi oferecida com dois pacotes distintos de acabamento, Scania 113 Clássico e Scania 113 Clássico Estilo, essa segunda mais completa.

O caminhão trouxe cabine pintada completamente na mesma cor do 113H azul, incluindo as tradicionais faixas na lateral da cabine, além de faróis de xênon, rodas de alumínio, e placa especial em homenagem ao 113H, instalada nas portas.

Homenagem na França

Outro mercado que recebeu uma edição em homenagem a Série 3 foi a França. Construída pela Scania Rhône-Alpes, de Chambéry, na França, a versão relebrou o R143 Stremline de 1991, e foi construída sobre um modelo da nova geração, o S650.

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta