Novo Volvo VM Euro 6 recebe novo motor no Brasil

A Volvo anunciou na última segunda-feira, 03 de outubro, a chegada de sua nova linha de caminhões ao Brasil, para atender à nova norma de emissões Euro 6, que passa a valer a partir do ano que vem.

A partir de janeiro de 2023, o Volvo VM passará a ser equipado com um motor motor, o Volvo D8K, de 8 litros, com potências de de 290cv e 360cv, e torque de 1.050 Nm e 1.400 Nm, respectivamente. Esse motor substituirá a versão MWM usada até agora.

Esse novo motor é totalmente produzido pela Volvo, e tem novo turbo de alta performance e injeção common rail, substituindo o propulsor de 7 litros da geração anterior. É uma tecnologia mais moderna, que se ajusta para baixar as rotações para menor consumo e se adapta em altas rotações quando se precisa de mais desempenho.

“Com esse novo motor o consumo de combustível é até 10% menor, dependendo da topografia, carga e tipo de operação”, assegura Jeseniel Valerio, gerente de engenharia de vendas da Volvo.

Com as potências maiores, os caminhões Volvo VM deverão entregar mais performance nas operações de transporte, especialmente pelas velocidades médias maiores, além de maior segurança, já que recebem freios-motores mais potentes, de 210cv e o VEB de 300cv.

I-Shift 7ª geração

Outra grande novidade dos novos VMs é a nova versão da renomada transmissão I-Shift, que chega à 7ª geração, a mesma que também passa a equipar os caminhões FH, FM e FMX Euro 6. A caixa recebeu inúmeros aprimoramentos que possibilitaram trocas de marcha mais rápidas, precisas e suaves.

Com uma inteligência ainda maior e módulos eletrônicos novos e com processamento super-rápido, as inovações repercutem em maior desempenho e menor consumo de combustível, além de melhor dirigibilidade e conforto para o motorista. A calibração da nova I-Shift foi desenvolvida pela engenharia brasileira, adequando-a para as condições locais de operação.

As melhorias promovidas pela engenharia da Volvo proporcionaram outro importante benefício: nesta geração, o VM ganhou a função Heavy Start (Subida Pesada), que aumenta a eficiência do caminhão para vencer rampas.

A caixa I-Shift de 7ª geração tem sensores que medem a inclinação da rampa e até a quantidade de carga que o caminhão leva, modulando o giro para concentrar mais torque no momento adequado da manobra em aclives – tudo feito automaticamente, seja numa operação rodoviária ou vocacional.

Além disso, para maior produtividade e disponibilidade, a Volvo colocou novas relações de diferencial dos eixos traseiros e introduziu novas tomadas de força na transmissão I-Shift, para mais versatilidade no trabalho de implementação.

A transmissão manual de nove velocidades continua disponível como opcional ou para versões específicas, como o VM City.

I-Roll

O VM sai equipado agora com uma nova tecnologia, já presente na linha F, que possibilita a capacidade de rolagem do caminhão no pavimento sem diminuir a velocidade e sem comprometer a segurança.

Chamada de I-Roll, essa função automaticamente coloca a I-Shift em neutro assistido e garante que o caminhão aproveite o embalo que a topografia proporciona, gerando uma economia adicional de combustível.

“É menos consumo de diesel, mas com toda a segurança”, observa Valerio.

Aceleração Inteligente no VM

O novo motor permitiu também a implantação da Aceleração Inteligente Volvo, uma tecnologia pioneira da marca que colabora para economizar combustível.

Algoritmos projetados pelos engenheiros identificam a necessidade real de torque conforme a topografia e a carga, controlando a injeção de combustível de forma ultra precisa, durante a utilização do pedal do acelerador.

“É uma excelente novidade para o VM, um fator decisivo para a redução de até 10% de consumo de diesel nos novos motores Euro 6 do modelo”, assegura Valerio.

Modos de condução

Outra inovação foi a introdução do conceito de modos de condução para o VM. Agora, a linha tem novos modos de condução, sendo dois para os veículos rodoviários (Econômico e Performance) e dois para os caminhões vocacionais (Econômico e Off Road).

No Econômico, os softwares usam todos os recursos para economizar diesel, e no Performance, utilizam todas as funções para privilegiar o desempenho como, por exemplo, numa ultrapassagem.

No Off Road, a inteligência atua concentrando a atuação para melhorar a dirigibilidade e a manobrabilidade, nas ocasiões em que se trafega em terrenos acidentados, fora de estrada, molhados ou em condições mais difíceis e severas.

Segurança

O VM ganhou ainda mais segurança, confirmando o compromisso da Volvo de oferecer os veículos mais seguros do mercado, em linha com a visão Zero Acidentes da marca. Além do novo e potente freio motor, o VM tem agora freios eletrônicos EBS, que garantem distâncias menores de frenagem e um aumento da estabilidade do caminhão.

Outra evolução importante foi equipar o VM com o ESP (Programa Eletrônico de Estabilidade) um dispositivo de segurança ativa que reduz significativamente o risco de tombamento em curvas fechadas.

Além disso, a Volvo introduziu o Auxílio de Partida em Rampa, um sistema eletrônico que, em arrancadas em aclives, dá mais conforto e segurança ao motorista. Os veículos da nova linha saem agora com um pacote completo de espelhos, incluindo o frontal e o de meio fio, além de faróis DRL (Luz do dia) em LED para todos os modelos, incluindo os vocacionais.

Novo painel de instrumentos

Internamente, a cabine está dotada de um novo e moderno painel de instrumentos com um display colorido de 4,3 polegadas em alta resolução. Bastante interativo, traz muito mais informações para facilitar o trabalho do motorista, com dados sobre a condução, computador de bordo e manutenção.

VM Tractor Power

O VM cavalo-mecânico vem agora também na exclusiva versão Tractor Power, equipado sempre com o motor de 360 cv, freio motor VEB de 300cv e caixa I-Shift. Disponível exclusivamente na versão 4×2, “é um caminhão ideal para operações de logística e médias distância, na faixa das 40 toneladas. Com o novo motor Volvo e todos os avanços da linha Euro 6, seguramente o Tractor Power é a melhor opção de cavalo mecânico de entrada do mercado”, afirma Jeseniel Valerio.

VMX e VMX Max

A Volvo também promoveu mudanças nos VMs off road. É uma nova família vocacional, composta pelos modelos VMX e VMX Max. Os veículos têm para-choque de aço e duplos eixos trativos 6×4 e 8×4, além de possibilidade de escape vertical.

Além disto, a família VMX conta agora com o novo VMX MAX 6×4 rígido, que tem um PBT de 34 toneladas, duas a mais que seu antecessor. Esta versão vem com o motor de 360cv e freio motor VEB de 300 cv. Com chassi duplo reforçado, tem uma suspensão dianteira parabólica de 8 toneladas, sendo a traseira semielíptica de 26 toneladas.

O Novo VMX MAX compartilha uma série de componentes com o consagrado caminhão pesado Volvo FMX, como a caixa de câmbio I-Shift de 7ª geração, o eixo traseiro com redução nos cubos, os freios Z-CAM, a suspensão traseira e a viga do eixo dianteiro.

Todas as novidades resultaram em benefícios, com o aumento de produtividade, maiores capacidade de carga, robustez e disponibilidade, além de maior performance e segurança com o novo sistema de freios e a manutenção facilitada, por conta dos itens compartilhados.

Deixe um comentário!

Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos