Análise estradeira [Trecho Sinop- MT à Uberlândia- MG]

IMG_0582




No meu tempo de criança sempre viajava com meu pai no período de férias, porém depois de algum tempo ele parou de viajar e fica mais em casa. Eu sempre que tenho oportunidade gosto de pegar o trecho de vez em quando, de carona com algum amigo ou familiar. Desta vez tive a oportunidade de voltar para casa de carona com um companheiro que trabalha na empresa de cegonhas Sada. Fui de Sinop Mato Grosso a Uberlândia Minas Gerais, e vou descrever aqui um pouco do que achei do trecho, das dificuldades  entre outras coisas desta viagem.

(Já peço desculpas de antemão pelo pequeno números de foto, acontece que ocorreu um problema com a bateria do celular, que acabou, na primeira noite da viagem, então tive que improvisar)

Saida de Sinop.
Saida de Sinop.

Pra quem não conhece o trecho, é uma viagem de 1550 Km aproximadamente  que passa por cidades importantes como Sorriso MT, Cuiabá-MT, Rondonópolis-MT, Jatai-GO, Rio Verde-GO e Itumbiara-MG, percorrendo as rodovias BR-163, BR-364, pequenos trechos da BR-060 e BR-153.

Saímos de Sinop na segunda 11 horas da manha, e diferente do que muitos podem pensar (e eu pensava), apesar de ser cegonheiro o motorista era bem tranquilo, não passava dos 100Km/h, e não rodava a noite toda. Sai de Sinop já com a noticia de que o trecho entre o Rio Arinos (próximo a Nova Mutum MT) até o Posto Gil-MT (próximo ao entroncamento com a BR 364) estava horrível, com buracos, remendos e trepidação, e realmente o trecho esta horrível, porém o que me deixou um pouco “consolado” é que estes trechos estão sendo recapeados com certa velocidade. Por exemplo, o trecho entre Sorriso MT e Nova Mutum MT, que até 3 meses atrás estava muito perigoso com buracos enormes perdidos pela estrada, esta sendo recapeado (e alargado) a todo vapor. O que indica que o governo esta de certa forma preocupado com as estradas e que provavelmente o trecho do Rio Arinos ao Posto Gil poderá ser arrumado logo.

Trecho Rio Arinos - Posto Gil. Trepidação e remendos.
Trecho Rio Arinos – Posto Gil. Trepidação e remendos.

Falando um pouco mais sobre estradas ruins, um trecho que esta horrível, e faz muito tempo, é o percurso após o trevo do lagarto em Cuiabá-MT que passa “por fora” da cidade. O asfalto esta totalmente deformado, perigoso, tirando o movimento intenso de caminhões. Não me lembro o nome do trecho, mas acredito que seja responsabilidade do governo do estado do MT tomar providencias. Nos demais trechos a estrada esta razoavelmente boa, porém falta infraestrutura adequada para tanto movimento.

Trecho Sorriso - Nova Mutum, sendo recapeado!
Trecho Sorriso – Nova Mutum, sendo recapeado!

Falando em infraestrutura, isto é a principal deficiência que afeta nosso sistema de transporte em geral. Eu trafeguei um bom trecho por uma das principais rodovias do nosso pais, com maior movimento e maior importância econômica, a rodovia que escoa praticamente toda a produção de grãos do Mato Grosso (que é a maior do Brasil) e parece que é uma rodovia qualquer. Eu acredito que uma rodovia com tal importância tinha que ser NO MINIMO duplicada com 2 faixas cada pista. Dependendo o horário que você trafega as filas são enormes, cheguei a contar 24 bi trens enfileirados, em media a cada 50Km você encontrava algum vestígio de acidente na beira da estrada. Se o movimento nas pistas não bastece, tentamos parar em Cuiabá para dormir e a procura por um espaço foi difícil, postos lotados, acostamentos lotados (sem segurança alguma).

Filas enormes.
Filas enormes.

Nossos governantes poderiam ter um pouco mais de atenção com a nossa Logística, eu sou a favor do pedágio, desde que a rodovia tenha qualidade, pode se cobrar um valor justo. E na minha opinião, este trecho que escoa a produção de grãos do Brasil já devia estar em ótimas condições (e possivelmente pedageado) fazia tempo, diminuiria os acidentes, mortes, perdas de grãos entre outros fatores ocasionados pela má condição da rodovia.

Serra da Petrovina Mato Grosso, necessidade de duplicação!
Serra da Petrovina Mato Grosso, necessidade de duplicação!

Os outros trechos de Goiás e Minas Gerais estão em boas condições, e com movimento bem menor, apesar de ter uma certa deficiência de postos também. Dormimos a segunda noite em Itumbiara e também não foi fácil achar um local para estacionar.

Jatai - Go, Chuva Forte a frente!
Jatai – GO, Chuva Forte a frente!

Mas também merece grandes elogios o trecho da serra de Cuiabá, próximo a Nobres-MT, que foi todo duplicado, o trecho que esta sendo concertado entre Sorriso e Nova Mutum.

Certos detalhes me chamaram a atenção, que antes quando viajava com meu pai não aconteciam, como cobrarem para tomar banho (o que eu acho certo, por alguns abusavam da boa vontade, e os banheiros estão razoavelmente bons), cobrar cafezinhos ( kkkk isso me incomodou demais), e os motoristas que estão muito diferentes daquela época (assunto para outro post, aguardem..).

No mais, foi uma viagem interessante, matei a saudade da estrada, da rotina e de viajar de caminhão. Esta viagem vai render mais alguns textos, continuem acompanhando a coluna.

Chegando em Uberlandia, fim de viagem.
Chegando em Uberlândia, fim de viagem.

Abraço.

H. David.





Um comentário em “Análise estradeira [Trecho Sinop- MT à Uberlândia- MG]

Deixe sua opinião sobre o assunto!