Se valorizar para ser valorizado![Motoristas]

por Blog do Caminhoneiro

Scania-Tora-Transportes-3

Há um tempo atrás um professor fez uma comparação na aula entre estudantes de Direito e estudantes de Engenharia fazendo uma analogia de como a auto-estima dos estudantes interferia no seu jeito de se vestir ao irem para faculdade e como, depois de formados, tal característica influenciava em seu tratamento perante a sociedade. Segundo ele (um engenheiro) os estudantes de Direito sempre vão bem arrumados pra faculdade, de camisa, calça, terno, entre outros adereços, pois suas matérias não exigem tanto empenho, apenas leitura e interpretação, dando oportunidade para tirarem boas notas e se arrumarem, em contrapartida os estudantes de Engenharia vão para faculdade de bermuda, chinelo de dedo, camiseta surrada e muitas vezes com cara de sono, porque passou a noite anterior estudando para uma prova, o que mostra que seu curso existe grande empenho. Como conseqüência disso, quem é chamado de Doutor quando se forma? O Estudante de direito, porque sua auto estima, seu jeito de vestir e um pouco da cultura popular lhe dão este tratamento. Já o estudante de Engenharia é tratado como um mero profissional de ensino superior, mesmo que tenha se empenhado mais.

Ok, mas o que isso tem haver com caminhões e transporte? Bom , muito mais do que muita gente imagina!

crop_4ff2096e85c07.1341262190

Muito se fala sobre a regulamentação/valorização do motorista hoje no Brasil, porém a classe não se une, não se valoriza (falarei mais especificamente sobre isso em outro post). Quando você vê um motorista em um posto você acha que ele esta de férias, boné na cabeça, camiseta velha, bermudão e um calçado aberto nos pés. Muitos podem achar que eu esteja sendo preconceituoso, ou algo do tipo, mas hoje qualquer trabalhador digno usa um uniforme ou uma roupa adequada de trabalho, não é porque você trabalha viajando que você tem que se vestir como um turista. Se um motorista quer ser tratado como um digno trabalhador, ele tem de se portar como tal, se vestir como tal. Um sujeito que usa uma calça, um sapato fechado, camisa, dão uma impressão muito diferente de um que usa bermudão e camisa regata, pelo menos em um ambiente de trabalho sério. Se você entrar em uma agencia de cargas ou escritório de empresa onde pessoas estão trabalhando, você vai ser melhor recebido, e com razão, pois você estará passando a imagem de uma pessoa séria, que esta ali trabalhando, e não “de férias” pouco se importando para o seu trabalho.

crop_507338d1ab17f.1349728465

O mesmo serve para frotistas, um caminhão bem conservado, bem cuidado e nos padrões de trabalho também passam uma imagem muito diferente a uma empresa que você esta concorrendo a um serviço. Passam além de confiabilidade de que o caminhão chegara no destino sem problemas, mostra que você é um frotista preocupado com sua ferramenta de trabalho e leva a sério o que faz. Pode parecer apenas “frescura” mas uma roda de alumínio, um caminhão limpo, sem gambiarras e bem padronizado conta muito nos olhos de um gerente de logística de uma empresa.

protesto_caminhoes

Para quem não sabe, existem alguns órgãos não governamentais que regulamentam, classificam e fiscalizam tais características. São os chamados ISO’s, existe um ISO para cada setor, cada serviço, mas todos eles tentam manter e fiscalizar apenas uma coisa, qualidade de trabalho. Uma empresa para ganhar um ISO tem de fazer por merecer, ter uma frota nova e confiável, e acima de tudo, funcionários de respeito, e preciso dizer que para isso eles tem que se portar/vestir como tal? E quanto mais ISOs ela tem, mais respaldo e confiabilidade ela transmite, conseqüentemente, ganhará um serviço mais facilmente.

Então, para ser tratado como “doutor” , comece a se portar como um. Mesmo que você não se esforce da mesma maneira que um, trabalho é trabalho e tem de ser tratado como tal!

H. David.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

13 comentários
0

Artigos relacionados

13 comentários

Kleber 06/11/2013 - 21:59

NÃO É APARÊNCIA QUE VALORIZA O CIDADÃO, SÃO SUAS ATITUDES.

Se o profissional carregou sua carga e cumpriu com o acordado no contrato de transporte no que tange em cumprimento de pontualidade e prazo de entrega, porque descrimina-lo. O que ocorre é que as pessoas que recebem os caminhoneiro quando chegam para descarregamento são pessoas despreparadas, sem o minimo conhecimento de relações humanas, e o pior, desconhecem que sem os caminhoneiros, eles não tem seus empregos, não sustentariam suas famílias. PORTANTO, ANTES DE CONDENAR A APARÊNCIA DOS MOTORISTAS, COMECE CONDENANDO O TRATAMENTO DISPENSADO AOS MESMOS NAS TRANSPORTADORAS E EMBARCADORES.

COMO JÁ DISSE NESTE BLOG, ESTE BLOG NÃO REPRESENTA NENHUM CAMINHONEIRO

Reply
Kleber 06/11/2013 - 21:44

Tem muita gente bacana de boa aparência, bem vestidos, como médicos, juízes, advogados, policiais, da mais baixa patente a mais alta, políticos e tantos outros, e são um bando de salafrários, ladrões, corruptos e você vem falar de aparência de caminhoneiro, vai para pqp, vocês só valorizam as aparências dos colarinhos branco e desprezam os trabalhadores honestos deste pais. Obs. em todo o mundo, profissionais de transporte nas estradas, vestem-se conforme o clima, nado os impede de usarem de vestes mais despojadas e comodas, COMO JÁ DIZIA O JUCA CHAVES, BELEZA NÃO PONHE MESA.
Obs. Assistam CAMINHÕES NOS ESTADOS UNIDOS, OU VLOG 18 RODAS, E VEJAM COMO TRAJAM OS CAMINHONEIROS NOS ESTADOS UNIDOS

Reply
Vanderlei 03/11/2013 - 18:38

E é verdade,existem pouca ou quase nenhum companheirismo por parte dos estradeiros!

Reply
Vanderlei 03/11/2013 - 18:36

Quero ver o cara andar de caça e sapato fechado em um 1519 ou outro mais velhinho!O calor na boléia é enorme!Mas no caso dos novos,tá beleza!Outra coisa preocupante é o fato de as empresas quererem apenas reciclar seus motoristas,não dando oportunidade de treinamento para motorista novato.Por isso está em escassez de mão de obra!

Reply
Marco Antonio 02/11/2013 - 17:34

Apropriado e oportuno comentário, vejo alguns pontos interessantes, mas o principal e a conciêntização da turma do volante e a UNIÃO, este é o principal problema e quando queremos revindicar alguma coisa nos dividimos muito, os governos jogam politicamente e ficam rindo da nossa cara, pois nossos lideres na sua maioria são sindicalistas de carreira e não admitem serem sbistituidos e renovados, quando tem alguém surge tratam de trucidar-lo, pois não interessa que novas lideranças renovem o quadro corrupto do poder, e assim os nossos colegas caminhoneiros vão se desiludindo cada vez mais e ~sao abatidos pela descrença , mas tenham certeza isto interessa as agremiações que deveriam lutar pela categoria. mudará um dia ?? vai depender de cada um de nós.
Abraço e coragem a todos os colegas da estrada.

Reply
Beto Ojuara 19/10/2013 - 20:07

Meu kmarada, não é por nada não, tu ate que tem um pouco de razão, ‘ISO’ pra cá ‘ISO’ pra lá de fato uma empresa certificada tem que ser uma vitrine inclusive a pecinha ‘detrás’ do volante, porem com valores aviltantes de fretes, nos, autônomos estamos pedindo pra não fazer marola, pois, se alguém se mexer dentro dessa ‘privada’ a gente vai acabar engolindo merd*. Mas não se preocupe, o fim esta próximo, pois com essa famigerada e absurda lei 12.619 estamos, nos, autônomos, condenados a extinção…

Reply
brito junior 16/10/2013 - 18:07

ontem tinha um colega la no maranhão mais precisamente no posto ana terra ,ele parecia um “LOBISOMEN” deu vontade de pedir pra tirar um foto dele mais mudei de ideia porque ele poderia se ofender hahahaha

Reply
pauloaousa 20/10/2013 - 09:57

E vc estava certo Brito, ele ali na situação q estava, tava se sentindo o REI, existe uma cultura errônea que pra dirigir caminhão tem que esta de bermuda, sandalia, e camisa regata, fui Motorista por 13 anos e nunca dirigi de bermudas ou sandalias, e era na região nordeste, e nesta época não existia ar-condicionado em caminhão, hoje esta uma maravilha, pelos comentários da pra ver a resistencia de alguns. muito boa a matéria se vc fizer um tour por esse Brasil vai ficar estarrecido, a classe não é unida e nunca vai se unir, principalmento o autonomo que não quitou o seu caminhão ainda…

Reply
Carlos Edardo 16/10/2013 - 10:52

Muito boa a matéria, tenho notado no terminal de cargas da Fernão Dias, cada figurinha, que parecem mais com espantalho de horta.

Reply
Joce 15/10/2013 - 22:10

uma das minhas vontades de ser caminhoneiro é pela liberdade de usar as roupas que eu quiser e não roupas sociais como teria que usar em um escritório… quanto aos caminhoes bem conservados isso é fato mesmo

Reply
Juvenal da Silva 15/10/2013 - 20:10

Muito boa matéria, mas deve se lembrar que não se deve julgar um livro por sua capa e sim pelo seu conteúdo e o que ele tem e pode passar em relação a conhecimento, sendo assim mas claro não julgue um bom profissional pela sua roupas e sim pelo seu caráter e profissionalismo.

Reply
Hélio David 15/10/2013 - 21:32

Sim Juvenal!
Mas acredito que um profissional com todos estes requisitos que voce disse tambem tem a consciência de que vestimentas de trabalho o valorizam!
Abraço!
Obrigado pela visita e comentario!

Reply
Machado 15/10/2013 - 08:53

Matéria extremamente apropriada e oportuna. É necessário uma mudança urgente, sobretudo do autônomo.

Reply

Deixe sua opinião sobre o assunto!