Greve de caminhoneiros convocada para dia 10/12 é movimento de empresários, alertam Unicam e Sindicam-SP

Greve de caminhoneiros - Brasil 2013 (39)




Um movimento desconhecido chamado Carga Pesada está convocando uma paralisação de caminhoneiros para dia 10 de dezembro em todo o Brasil. Os dois maiores e mais representativos sindicatos da categoria Unicam (União Nacional dos Caminhoneiros) e Sindicam-SP (Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de São Paulo) alertam que a “convocação” está sendo feita por entidades desconhecidas e que os trabalhadores não participam do chamado “movimento”.

Para José Araújo “China” da Silva, presidente da Unicam, a paralisação tem como objetivo confundir os trabalhadores e o governo, pois apresenta como pleitos revogação de leis que beneficiam os trabalhadores e caminhoneiros autonomos. “É uma clara tentativa de confundir, de retirar direitos adquiridos com muito esforço por nós”.

China explica que a Lei 12.619 que trata sobre o tempo de descanso dos motoristas está sendo debatida no Congresso Nacional e que o Ministério dos Transportes está discutindo a legislação com os trabalhadores e com as entidades representativas dos transportadores autônomos e de empresas, de modo a encontrar um formato que atenda as necessidades da categoria e garanta a segurança de quem trafega pelas estradas.

Um outro pleito do movimento é a revogação da lei 12.249/2010 e o fim da resolução 3.658, que prevê o pagamento eletrônico de frete. Esta lei aprovada há dois anos proibiu o uso da carta-frete, uma forma de pagamento ilegal que leva o caminhoneiro a perder até 50% de seu frete. “Qualquer movimento genuíno de trabalhadores não pediria a revogação desta lei. Quem é caminhoneiro sabe que a carta-frete significa pagar ágio em postos de gasolina e impede o carreteiro de trabalhar na legalidade”, explica Norioval de Almeida Silva, do Sindicam-SP.

Os caminhoneiros são o elo frágil da cadeia. Quando recebem o pagamento da carta-frete, que nada mais é que um pedaço de papel, assinado pela transportadora, recebem um “vale” para trocar por combustível, alimento, banho e local para dormir, nos locais previamente selecionados pela transportadora.

Os postos de gasolina e de paragem que “aceitam” a carta-frete obrigam o caminhoneiro a abastecer no mínimo com 40% do valor da carte frete, pagando diesel mais caro e de ágio na compra de produtos e serviços ou por dinheiro. Desta forma, o caminhoneiro sempre sofre perda do frete e pior, nunca sabe ao certo quanto vai receber ao fim da viagem.

Além de prejudicar o transportador autônomo, a carta-frete impõe perdas de cerca de R$ 12 bilhões em impostos aos cofres do governo, pois possibilita as empresas contratantes de abaterem as despesas que foram realizadas pelo caminhoneiro, gerando caixa 2.

Outro pedido do dito movimento, é a cobrança de pedágio apenas do caminhão trator, pleito que também é visto com muita suspeição pelos sindicatos. “Quem paga o pedágio é a transportadora, isso está estabelecido por lei. O caminhoneiro só paga do próprio bolso quando não está transportando carga”, completa Norioval.

Paralisação em julho foi questionada

No começo do mês de julho, uma paralisação de caminhoneiros foi alvo de investigação da Polícia Federal e da Justiça. Convocada pela MBUC (Movimento Brasil União Caminhoneiro), do empresário Nélio Botelho, aquela paralisação revelou-se um locaute (greve do empregador, vetada pela Constituição brasileira).

Na ocasião, a AGU (Advocacia Geral da União) questionou a paralisação promovida por Nelio, visto que o próprio tinha contratos da ordem de R$ 4 milhões para transporte de combustível com a Petrobrás. A Justiça determinou multa de R$ 6 milhões ao empresário e proibiu que promovesse novos bloqueios. A Polícia Federal foi chamada para investigar o caso.

Ministério do Transportes não reconhece MBUC

Em julho, o Ministério dos Transportes criou a Câmara de Estudos do Transporte Rodoviário de Cargas para discutir junto com grupos que representam trabalhadores, caminhoneiros e e empresários do setor questões importantes como o tempo de direção e de descanso dos motoristas (em discussão no Congresso Nacional), a manutenção e ampliação da infraestrutura rodoviária garantindo pontos de parada com estrutura de apoio e segurança, bem como a permanência do pagamento de frete por meio eletrônico, entre outros.

O MBUC e as entidades que convocam a paralisação chamada para dia 10/12 NÃO participam das reuniões e discussões da Câmara de Estudos do Ministério dos Transportes.

“É muito estranho essa convocação de paralisação quando as negociações com o Governo estão em pleno andamento. Nenhuma destas pessoas que assinam o documento participa de negociações e debates com a categoria. Nunca ouvimos falar deles e também não representam os trabalhadores”, conclui China, da Unicam.

Texto enviado pela Unicam





35 comentários em “Greve de caminhoneiros convocada para dia 10/12 é movimento de empresários, alertam Unicam e Sindicam-SP

  • 10/12/2013 em 21:59
    Permalink

    PELO AMOR DE DEUS MEU POVO, OQUE TODO O CORRUPTO TEME É A UNIÃO DO POVO, IMAGINEM UM DIA DE PARALISAÇÃO NAS PRINCIPAIS ESTRADAS DO BRASIL, O GOVERNO NÃO TEM OPÇÃO ELE TERÁ QUE CEDER OU ENTÃO O BRASIL PARA DE FATO E DE VEZ!

    QUE DEUS ABENÇOE.

    Resposta
  • 10/12/2013 em 16:06
    Permalink

    COMPANHEIROS DA ESTRADA SOU CAMINHONEIRO PAGO 7.182,89 DE PRESTAÇÃO DE UMA CARRETA BAÚ MAIS SEGUROS E RASTRIADORES, JA PERDI MINHA CASA PRA MANTER ESSE CAMINHÃO, NÃO ESTA SENDO FACIO, TEMOS QUE TOMAR UMA POSIÇÃO E PARAR ESSE PAIS DE POLITICOS CORRUPTOS QUE NÃO FAZEM NADA PRA AJUDAR AJENTE , AINDA POR CIMA ESSA MULHER AUTORIZA UM AUMENTO DE DIESEL NESSA PROPORÇÃO QUE FOI AUMENTADO, ESSE GOVERNO QUER ACABAR COM OS CAMINHÕEIRO AUTONÔMO, TEMOS QUE PARAR POR (4) QUATRO DIAS BOICOTANDO SÃO PAULO , RIO DE JANEIRO, RECIFE, E BRASILIA SEM ALIMENTOS E MATERIA PRIMA, NÃO PRECISAMOS FERCHA AS RODOVIAS É SÓ PARAR EM CASA NOS POSTOS E NOS PATIOS DAS EMPRESAS..obs: ESSE GOVERNO TEM QUE BAIXAR O DIESEL PRA CAMINHÕES E AUMENTAR O VALOR PRA CARROS DE PASSEIOS MOVIDO A DIESEL. NÃO AGUENTAMOS MAIS DE TANTA COVARDIA COM NOSSA CLASSE.

    Resposta
  • 10/12/2013 em 16:02
    Permalink

    no brasil as greves não funciona, porque só os grandes levão vantagem, nós que somos motorista nunca fomos respeitado, temos o pior salario, não somos valorizados pelo contrario falam mal ainda da classe, na minha opinião os camioneiro são a classe mais trabalhadora que existe no brasil, que deveria ser respeitados

    Resposta
  • 10/12/2013 em 13:01
    Permalink

    BANCADA RURALISTA PR TRAZ DO MOVIMENTO PARA TIRAR DIREITOS CONSTITUCIONAIS DO PROFISSIONAL RODOVIÁRIO, VEJAM NO CONGRESSO QUEM QUE ESTA TENTANDO MODIFICAR A 2.239 EM BENEFICIO PRÓPRIO COM PREJUÍZO AO CAMINHONEIRO

    Resposta
  • 10/12/2013 em 12:33
    Permalink

    Os autônomos representam cerca de 50% dos veículos de carga rodando no país, sendo assim; uma paralisação de todos afetará sobremaneira a logística. Não adianta dizer que nada resolverá, paralisando aproximadamente 1 milhão de caminhões, vamos ver empresas darem conta de toda situação; Com certeza será um tumulto. Quanto a questão da PFR vir á incomodar, é simples: paralisem em casa. Aproveitem para dar uma manutenção, fazer melhorias em casa e viver um pouco mais em família. Sim Juros terão que pagar, mas dando fim no frete retorno e aprovando uma tabelas justa de fretamento, logo o prejuizo se tornará em lucro constante. Só ganha quem luta. E SRS. ESTES SINDICATOS AI, SÓ REPRESENTAM O PRÓPRIO BOLSO.

    Resposta
    • 10/12/2013 em 13:27
      Permalink

      OK Leo, como exemplo, o sindicato dos metalúrgicos, é um sindicato rico, e ninguém reclama de só representar o próprio bolso, mais funciona trazendo resultados aos seus associados, isso é uma retorica para desestimular os sindicalizados, como um sindicato sobrevive sem contribuição dos sindicalizados, ou você pensa que a febraban, fiesp, sindmed, oab sobrevivem do que, se não por contribuição dos associados, veja quando estas associações são respeitadas no país pois são representações das elites, agora veja o respeito que se tem os sindicatos de trabalhadores. Sem união não conseguiremos nada, nais nem por isso nos deixaremos levar como massa de manobra por quem não nos representa.

      2 – Vejo também seu conhecimento do problema principal dos caminhoneiros autônomos, que nada mais é os problemas que temos do frete de retorno. Quero convida-lo a luta para extinção de frete de retorno, com a inclusão do frete por quilometro rodado, independente da região, valor do frete com valor a nível nacional, com dispositivo de correção automático sempre que houver aumento do combustível, e semestral quando alterações dos insumos, como pneus, manutenção, etc. Com isso teremos mais de 90% de nossos problemas resolvidos o resto fica pelo amor a profissão.
      voltmos a nos encontrar neste blog.

      Resposta
      • 10/12/2013 em 16:10
        Permalink

        CONCORDO COM O FRETE POR QUILOMETRO RODADO

  • 10/12/2013 em 12:19
    Permalink

    É GREVE DE EMPRESARIO, INCLUSIVE ESTA APROVEITANDO DA DESINFORMAÇÃO DOS COLEGAS, INCLUSIVE DOS QUE NÃO SÃO SINDICALIZADOS, NÃO CONTRIBUEM COM NENHUM SINDICATO, PARA USAR COMO MASSA DE MANOBRA EM DEFESA DE SEUS INTERESSES. SÓ IMAGINAR QUE QUEREM A VOLTA DA CARTA FRETE, ESTA DEFENDENDO SEUS INTERESSES COMO TAMBÉM DONOS DE POSTOS. PORQUE NÃO DEFENDEM FRETES JUSTOS, FRETE POR QUILÔMETROS RODADOS, COM VALOR NACIONAL?

    Resposta
  • 10/12/2013 em 12:12
    Permalink

    CEZAR HENRIQUE, LI SEU COMENTÁRIOS MUITO PERTINENTE, APOIADO EM 100% SUA PALAVRAS. JÁ VENHO DEFENDENDO ESTA MESMA POSIÇÃO, QUE MUITOS EVITAM FALAR, INCLUSIVA ATÉ POR MEDO DE DESCRIMINAÇÃO POR PARTE DAS EMPRESAS DE TRANSPORTE. ESTA NA HORA DE UTILIZARMOS ESTE BLOG PARO O INICIO DE CONSCIENTIZAÇÃO DOS NOSSOS NOBRES COMPANHEIROS AUTÔNOMOS.
    ESTOU LANÇANDO AQUI E AGORA O MOVIMENTO DO FRETE JUSTO, FIM DO FRETE DE RETORNO, FRETE COM PREÇO DE QUILOMETRO RODADOS, INDEPENDENTE DA REGIÃO BRASILEIRA, FRETE COM VALOR NACIONAL.

    COM ISTO SERIA O FIM DO SUBSIDIO BANCADO PELOS TRANSPORTADOR AUTÔNOMOS EM BENEFICIO DA INDUSTRIA E AGENCIAS TRANSPORTADORAS, QUE DEVEM ARCAR COM FRETES JUSTOS.

    Resposta
  • 10/12/2013 em 11:55
    Permalink

    PESSOAL, VEJO TODOS METENDO O PAU NOS SINDICATOS, AGORA ME DIGAM, O QUE É A FEBRABAN, FIESPE, CREMEB, E OUTRAS MAIS SE NÃO SINDICATOS DE ELITES, ESTAS SIM SÃO APLAUDIDAS, AS DE TRABALHADORES SÃO TAXADAS DE APROVEITADORES, BRAÇO POLITICOS DE ALGUM PARTIDO, ORA TODOS SINDICATOS SÃO POLÍTICOS, DE PATRÃO, EMPRESÁRIOS, BANQUEIROS, TRABALHADORES TODOS. O QUE FALTA É PARTICIPAÇÃO, UNIÃO . PORQUE SINDICATOS DAS ELITES FUNCIONAM? PORQUE SÃO UNIDOS, PORQUE SÃO PARTICIPATIVOS, AGORA PORQUE QUE O DOS CAMINHONEIRO NÃO FUNCIONA, NÃO HÁ UNIÃO, NÃO PARTICIPAM, SÓ ACUSAM OS SINDICATOS, NÃO CONTRIBUEM COM NADA EM PROL DO SINDICATO.
    OBS. NÃO SOU SINDICALISTA, MAIS APROVO AS INSTITUIÇÕES SINDICAIS SEJA QUAL FOR, POIS NÃO EXISTE NENHUMA MANEIRA LEGAL DE QUALQUER CATEGORIA SE MOBILIZAR PARA DEFENDER SEUS INTERESSE.
    TEM QUE FORTALECER A UNIDADE SINDICAL. INCLUSIVE HOJE COM A INTERNET PODEMOS FUNDAR UM SINDICATO VIRTUAL EXCLUSIVO DOS AUTONOMOS EM QUE TODOS PUDESSEM PARTICIPAR SEM ESTAR PRESENTE, OUVINDO REVINDICAÇÕES DENUNCIAS, E MUITAS OUTARAS ATRIBUIÇÕES SINDICAIS.

    Resposta
    • 10/12/2013 em 14:18
      Permalink

      Vc ateh estaria certo se existisse um sindicato sério que de fato defendesse os interesses da classe.
      Naum eh o caso.

      Resposta
  • 10/12/2013 em 11:27
    Permalink

    Temos que fazer uma greve 5 dias antes da copa do mundo, ai sim o bicho ia pegar!!!

    Resposta
  • 10/12/2013 em 11:18
    Permalink

    O governo não apoia os motoristas profissionais porque eles não rendem votos por nunca estarem nos seus domicílios eleitorais, por isso são maltratados e mal vistos em todo lugar que chegam….

    Resposta
  • 10/12/2013 em 11:06
    Permalink

    eu acho que tinha que para mesmo que daqui apouco não esta sobrando nada no frete, ninguem calcula o gasto do veiculo e nem do pneus, ai a hr que fundi um caminhão tira o cara do ramo! o certo é parar mesmo!

    Resposta
  • 10/12/2013 em 10:20
    Permalink

    Já ouvi dizer pelo próprio caminhoneiro, “pra quê parar,tenho que pagar as minhas prestações” mais me digam uma coisa quem nunca pagou juros absurdos depois de atrasar uma prestação? Isso se da conta após vc pegar um frete ruim conhecido como frete “retorno”,se não parar, nunca vai melhorar,aumento do pedágio, do óleo diesel,que diga-se de passagem que nos arredores da BR-040 até Brasília estão custando em média R$2,75 isso é absurdo,parei em um posto em Betim um posto até grande mais não me recordo o nome estava com a minha esposa e iria descarregar em BH e entrei no pátio deste posto para pernoitar e antes que puxasse o manete,fui abordado pelo frentista e o segurança que não poderia pernoitar ali,só se eu abastecesse,e perguntei quanto e ele me disse que o valor era de R$150,me senti lesado mais estava com a minha esposa e tinha que pernoitar e abasteci no preço absurdo de R$2.52 no início do ano.Uma falta de respeito vc fica obrigado a abastecer para dormir,usa banheiros imundos mesmo pagando e o governo ainda criam uma lei que obrigam a parada a cada 4 horas e após 11 horas de jornada de trabalho e não constrói nenhum ponto de apoio principalmente para quem roda sabe no estado de Mato Grosso.
    Eu apoio essa movimentação para fins de melhorar a vida dos motoristas principalmente autônomos mais sou contra a volta da carta frete pois já fui vítimas várias vezes do cartel que é formado pelas as empresas e postos de combustíveis na hora de abastecer e ainda te davam cheque troco pré-datado,isso não concordo,Só vão dar valor na hora que afetar o PIB nacional.

    Resposta
  • 10/12/2013 em 08:52
    Permalink

    gente ta na hora de mudar nossa situaçao todo mundo tira dinheiro do caminhoneiro começando pelos policiais nos temos que brigar para acabar com essa merda de frete de retorno esse e o princpal onde ja se viu vc leva uma mercadoria por 4000 o frete e anda 2000km e volta os mesmos 2000km por 1300reais e ridiculo por isso que nimguem tem coragem de trocar de caminhao comprar e facil o problema e pagar os gastos sao os mesmos mas ninguem fala nada todo mundo se acomoda nao brigar na rua e so nao sair de casa ficar parado pronto

    Resposta
  • 10/12/2013 em 00:25
    Permalink

    Sindicato soh serve pra atravessa e mete a mao em uma parte do dinheiro de quem trabalha de verdade..
    Nao sei se havera ou nao paralizaçao, eu jah parei e acredito q se todos pararem o povo enxergara a nossa agonia.
    Nao faco parte de nenhuma droga de movimento.
    Tenho um caminhao e sobrevivo do meu trabalho e tambem estou cansado de vagabundo metendo a mao no meu bolso.
    Face: wesley sene tuka, to mostrando minha cara, sou
    trabalhador e nao me escondo…

    Resposta
  • 09/12/2013 em 19:51
    Permalink

    LAURO CORREIA DIS TUDO OU QUASE ATÉ AGORA SÓ OMENTO O DIESEL A MARACUTAI É A MESMA E QUEM DISE QUE ACABO A CARTA FRETE É MENTIRA AQUI NÃO PARA

    Resposta
  • 09/12/2013 em 19:34
    Permalink

    OLHA ISSO SÓ FICOU ASSIM PORQUE NOSSA CLASSE SÃO MUITO DESUNIDOS O MOMENTO Q TODOS SE UNIREM E REIVINDICAREM MELHORIAS DE FRETES DIMINUIR PEDÁGIO …..NOS TEMOS A MAIOR FORÇA PARA ISSO BASTA NOSSA CLASSE PARA E NAO PRECISA ATACAR RODOVIAS BAGUNÇA SÓ CRUZAR OS BRAÇOS E NAO TRANSPORTAR NADA VAMOS VER SE NÃO MUDA

    Resposta
    • 10/12/2013 em 11:32
      Permalink

      PAREM PARA PENSAR, NÓS AUTÔNOMOS, TOMAMOS A DECISÃO DE PARADA TOTAL, O QUE ACONTECE; AS EMPRESAS VÃO CONTINUAR OPERANDO, PARA EMPRESARIO DO TRANSPORTE, QUE SE FODA O AUTÔNOMO, HAJA VISTO O TRATAMENTO QUE DISPENSAM A CATEGORIA; JÁ OUVI MUITO DE COLEGAS NÓS NÃO CARREGA, VEM AS EMPRESAS E CARREGA E AI COMO FICAMOS.

      Resposta
  • 09/12/2013 em 18:59
    Permalink

    Oque vcs conquistaram 8% de aumento no diesel ??

    Resposta
  • 09/12/2013 em 17:48
    Permalink

    Duvido alguma greve resolver algo. pois alguns dias de paralização, alguem promete descutir os problemas e que voltem ao trabalho e ai todos voltam ao trabalho, todos felizes. Ou a PRF vem e libera as rodovias. E proxima greve vai ser a mesma coisa.

    Resposta
  • 09/12/2013 em 17:44
    Permalink

    Duvido alguma greve resolver algo. pois alguns dias de paralização, alguem promete descutir os problemas e que voltem ao trabalho e a todos voltam ao trabalho, todos felizes. Ou a PRF vem e liber as rodovias. E proxima greve vai ser a mesma coisa.

    Resposta
  • 09/12/2013 em 14:39
    Permalink

    Pessoal, os sindicatos podem ter problema e a gente sabe. Mas o que estão dizendo é que não é movimento da categoria, não é para ajudar o caminhoneiro, mas para atrapalhar. Vamos combinar q eu nunca ouvi falar nesse povo q está chamando o movimento. A gente já foi usado pelo Nelio Botelho este ano na ultima paralisação. O cara tinha contrato de R$ 4 milhões com a petrobras e nós, que somos autônomos é que nos ferramos de ficar parados. Quem se ferra ficando parado é só carreteiro autônomo, pro patrão o prejuízo é muito menor.

    Resposta
  • 09/12/2013 em 13:41
    Permalink

    jah participei de movimentaçoes onde o sr china estava e digo a vo6 ele nunca fez nada para nossa classe ele soh visa lucros em araguari mg ele levou 0,20 tonelada hora de cada caminhoneiro que aderiu ao movimento se ele eh por nos não eh justo ele cobrar e tem mais jah estamos pagandpo pra trabalhar olha este ultimo aumento de diesel da uma ligada ano que vem façam as contas não vai sobrar nada e ele ainda da entrevista falando que não apoia a paralização então isso não eh sindicato e ele não esta do nosso lado………….da minha parte não esperei dia 10 tem 3 caminhão que tem mais de ano que esta parado e os ultimos 2 que estavam rodando jah pararam no aumento do dieselllllll………….para quem aderir a paralização estou do lado para dar meu apoio

    Resposta
  • 09/12/2013 em 13:37
    Permalink

    O fato que realmente chama a atenção é essa paralisação de amanhã querer a volta da legalidade da Carta-Frete. Essa é de doer! Não me digam que isso é pauta de autônomo. É reivindicação de patrão, isso sim. Quero ver qual carreteiro consegue financiamento em banco sem ser legalizado.

    Resposta
    • 10/12/2013 em 11:25
      Permalink

      O bom é esse cartão frete que o nós pagamos de R$ 5,00 a R$ 8,00 para fazer um saque. Presta atenção!!!

      Resposta
  • 09/12/2013 em 13:27
    Permalink

    “ESTÃO DE TODA FORMA TENTANDO ESVAZIAR A PARALIZAÇÃO.. POIS SEM UNICAM E SINDICAM, NÃO ACEITAM NADA QUE VENHA DE TERCEIROS. MESMO QUE SEJAM BEM INTENCIONADOS. QUE AO MEU VER, NENHUMA VZ ELES FORAM, POIS SÓ TIVERAM LUCROS SINDICALIASTAS E AMIGOS DOS AMIGOS.” Falou tudo Leo Coe…

    Resposta
  • 09/12/2013 em 13:21
    Permalink

    Querem fazer que pareça uma paralisação convocada por patrões. Pelo simples fato que ninguem mais confia na unicam ou sindicam. Pois estes estão sempre atrelados a conchavos com politicagem, políticos e , na maioria das paralisações convocadas por eles , vira em nada para os autônomos e pequenos proprietários de 6 duzia de caminhões. ABRAM O OLHO, ESTÃO DE TODA FORMA TENTANDO ESVAZIAR A PARALIZAÇÃO.. POIS SEM UNICAM E SINDICAM, NÃO ACEITAM NADA QUE VENHA DE TERCEIROS. MESMO QUE SEJAM BEM INTENCIONADOS. QUE AO MEU VER, NENHUMA VZ ELES FORAM, POIS SÓ TIVERAM LUCROS SINDICALIASTAS E AMIGOS DOS AMIGOS.

    Resposta
    • 09/12/2013 em 13:47
      Permalink

      Concordo Sindicatos por sua maioria só correm atrás do que irão se beneficia e não ao trabalhador, nunca soube de algo grandioso que um sindicato tenha feito ao trabalhador Rodoviário para atender as necessidades da classe, quem não apoia algo que é a favor da classe não merece nos representa “Basta de sindicato patronal”.

      Resposta
      • 10/12/2013 em 11:23
        Permalink

        O QUE SE TEM A FAZER, É TODOS NÃO PAGAREM MAIS O SINDICATO, EU JÁ FAÇO ISSO!!!

      • 10/12/2013 em 14:15
        Permalink

        concordo com ALESSNADRO p que ter um sindicato que soh sabe lamber o saco do PT.

  • 09/12/2013 em 11:12
    Permalink

    Quem não sabe que esse sr. com a alcunha de China é um pau-mandado do PT, CUT e sua turma. Sempre foi um bajulador do Lula, pelego até a medula, não tem nenhuma isenção para falar em nome da categoria, a mim esse senhor não representa!

    Resposta
    • 10/12/2013 em 02:49
      Permalink

      E nem a mim.esse china não representa. .. Nunca uma transportadora pagou o pedagio sem tirar do frete o valor.. E seu china puxa saco do governo ainda estão pagando frete com carta frete.. Que na minha opinião ainda é melhor que esses pagamento tos eletrônicos que no final das contas ainda tem um monte de descontos.. E também tem que abastecer uma certa porcentagem.. Não me conformo um m…….. Desse tal de china dar essas declarações…

      Resposta
    • 10/12/2013 em 11:21
      Permalink

      Tem é que mandar esse bosta de china para a China!!!

      Resposta

Deixe sua opinião sobre o assunto!