A loira do caminhão amarelo

por Blog do Caminhoneiro

Virginia Carolina Melchor, uma jovem de 24 anos, trabalha entre a Argentina e Chile com um caminhão Volkswagen Constellation 19.320, junto com seu marido. Essa jovem argentina nasceu e cresceu em caminhões, junto com seu pai, com quem aprendeu a profissão de caminhoneira. “Meu pai me deu tudo e me ensinou ética e moral. Escuto sempre seus conselhos e sermões”, disse Virginia.

Aprender a dirigir foi simples, algo que parecia ser inato, automático. A maior dificuldade foram as manobras em marcha a ré, que levaram seis meses até ficar confiante. Neste ano se completaram 5 anos que a jovem dirige caminhões. O Volkswagen Constellation Amarelo é o primeiro caminhão de Virginia, que pegou o modelo do marido quase novo, com apenas 100 KMs rodados. Desde então é o único caminhão em que ela roda, e não o abandona por nada. Virginia diz ter um sentimento forte com o caminhão, uma ligação, além de ter muita história e ser muito importante na vida dela.

virginia - loira do caminhao amarelo - caminhoneira (2)O caminhão roda carregado até 45 toneladas de PBT, e Virginia atravessa até as cordilheiras para fazer as entregas. “O caminhão me leva e me traz sem problemas”, complementou. Com o traçado difícil das montanhas, muitas vezes rodar apenas 260 km pode levar mais de nove horas. As únicas coisas que Virginia reclama do caminhão é a potência do freio motor, e a cama, que poderia ser maior. Mas elogia o espaço da cabine, e diz que dorme no caminhão do marido quando viajam juntos.

Mesmo trabalhando em um ambiente dominado por homens, Virginia diz que se mantém sempre arrumada, maquiada, usa roupas como vestidos e se mantém super-feminina. O marido não vê problema na mulher viajar, mas seu pai é muito ciumento. Uma vez trocou uma jaqueta dela por uma dele, porque era maior e cobria mais o corpo da filha. “Meu pai é terrível”, finaliza Virginia, entre risos.

Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

6 comentários

Vagner Maia 19/09/2016 - 00:21

Me leva

Eloilton Vidal 18/09/2016 - 23:50

Bom demais, ai esta minha filha, conduzindo o V8 142 carregado, a família é o orgulho de todo caminhoneiro.

Alberto De Paula 19/09/2016 - 10:53

Puxxa que legal. Eu admiro uma mulher assim!

Deyvid Albuquerque 18/09/2016 - 23:42

Parabens e nos

Rosângela Cristina de Carvalho 18/09/2016 - 22:54

Paizão, preparou a filha pra vida.Incentivou,ensinou,educou…mas não descuida.Parabéns para o pai e a filha e o marido,família é tudo.

Francieli Adilson 18/09/2016 - 22:00

Legal

Comments are closed.