Scania apresenta R 620 V8 6×4 para tracionar Super Rodotrem de 91 toneladas




A Scania surpreendeu mais uma vez ao trazer para a Fenatran o modelo R 620 6×4 Super Rodotrem, equipado como motor V8, e que conta com uma série de mudanças para tracionar as novas combinações de implementos, com 8 eixos (11 no total cavalo+implemento) e 91 toneladas de PBT. As novas combinações de rodotrem são, inicialmente para usinas de cana-de-açúcar, mas há interesse de outros setores na aplicação dessas CVC’s, como madeireiro, grãos e basculantes/minério.

Antes mesmo do lançamento oficial do modelo, já houve uma venda de 12 unidades, que irão ser usadas no setor canavieiro, pela Usina São Martinho, de São Paulo.

“Esse lançamento faz parte de uma nova fase dos motores V8. O Super Rodotrem Scania é mais um pioneirismo no mercado. Queremos atender ao segmento fora de estrada e 11 eixos com alternativas que reduzam custos operacionais e aumentem a rentabilidade”, afirma Eronildo Santos, diretor de Desenvolvimento de Negócios da Scania no Brasil. “Fazer a primeira venda para a São Martinho, uma gigante do setor na América Latina, comprova que temos o produto ideal para satisfazer o desejo de maior capacidade de transporte dos clientes.”

A resolução que autoriza o Super Rodotrem, com 91 toneladas de PBT foi aprovada em dezembro de 2016. Porém as regras sobre as novas composições foram apresentadas em março de 2017. São novas combinações, de 11 eixos, até 91 toneladas de PBT, e que devem ter entre 28 a 30 metros de comprimento. A altura máxima é de 4,40 metros.

LEIA MAIS  Transportadora Pra Frente Brasil ganha caminhão Scania na promoção Serviço Premiado

“Ter um produto considerado apto e a fase de testes, nos permitiu sair na frente e entregar a primeira solução adequada ao 11 eixos”, reforça Santos.

A robustez do modelo impressiona, tudo é grande, reforçado, e bem projetado, a fim de aguentar com folga o esforço de rodar com 91 toneladas de peso bruto total. O chassi é mais robusto, muito semelhante ao utilizado nas versões para o setor madeireiro, mas com reforços em X para reduzir a torção do quadro do chassi. O sistema de suspensão é reforçado, e os eixos tem redução no cubo.

O câmbio é otimizado para a operação, e é mais reduzido, se comparado aos modelos rodoviários. A velocidade máxima fica em torno de 85 km/h, visto que essas combinações não podem ultrapassar os 60 km/h, como é exigido pela resolulção do Contran.

A resolução também obriga os transportadores a utilizarem caminhões com motores de potência superior a 519 cavalos. A Scania, estudando o esforço extra que o caminhão vai ter na aplicação canavieira fora-de-estrada, preferiu a utilização de um motor V8, com a potência máxima oferecida no Brasil. São 620 cavalos de potência, e o tamanho do motor DC 16 17, de 16 litros e oito cilindros em V sob a cabine impressiona.

O motor v8 tem torque de 3.000 Nm, e a faixa ideal de torque é entre 1.000 e 1.400 RPM, que otimiza o consumo.

LEIA MAIS  PRF apreende menor com caminhão roubado no entorno de Brasília

Outro detalhe que impressiona é a tomada de ar atrás da cabine. O Scania R 620 rodoviário tem tomada de dianteira, mas no modelo fora-de-estrada a tomada de ar foi colocada atrás da cabine, em posição elevada, visando aumentar a captação de ar para o motor e evitar a entrada de poeira no sistema.

O caminhão também recebeu um sistema de controle de tração mais acertado para a aplicação fora-de-estrada, e um sistema de freios mais robusto, que também possuí sistema de frenagem de estacionamento para o implemento.

A oferta de itens de série contempla caixa totalmente automatizada Scania Opticruise, de 14 velocidades (2 superlentas), Driver Support e freio auxiliar Scania Retarder.

Mais alterações estão na parte externa, com mudanças na suspensão metálica e no para-choque em aço. Como opcionais, a Scania disponibiliza bafômetro integrado ao painel e computador de bordo.




Um comentário em “Scania apresenta R 620 V8 6×4 para tracionar Super Rodotrem de 91 toneladas

Deixe sua opinião sobre o assunto!