Scania entrega primeiros modelos de caminhões com novas motorizações para o Grupo G10




A Scania realizou a entrega dos primeiros caminhões equipados com a nova geração de motores da marca, no último dia 20, na fábrica da montadora em São Bernardo do Campo (SP). Os dois veículos, modelos R 450 e R 510, foram adquiridos pelo Grupo G 10 durante a Fenatran e serão utilizados no transporte de grãos. Os novos motores fazem parte do conceito de evolução contínua dos produtos Scania e têm potencial para atingir redução de consumo de combustível de até 5%.

“A parceria com o G10 já existe há muitos anos. Eles já visitaram a fábrica muitas vezes, mas a novidade ficou por conta da apresentação personalizada, focando em comprovar de perto os diferenciais dos novos motores desde a montagem, antes mesmo do caminhão estar finalizado”, comenta Ricardo Vitorasso, diretor de Vendas de Caminhões.

A programação incluiu uma visita dos proprietários da transportadora Transpanorama, Cláudio Adamuccio e Valdecir Adamucho, com o sucessor, Guilherme Adamucho, nas áreas de montagem dos motores e dos chassis. A iniciativa foi focada nos processos envolvidos na produção dos novos motores. Acompanharam a visita Christopher Podgorski, presidente e CEO da Scania América Latina, Roberto Barral, vice-presidente das operações comerciais da Scania no Brasil, Bruno D’Angelo, gerente de negócios da Scania Brasil, e representantes da PB Lopes, concessionária responsável pela venda.

“Começamos o ano com a renovação de grandes frotas nacionais, especialmente para atender grãos. Os clientes que reconhecem o investimento nos veículos Scania e sabem que possuem desempenho superior ao mercado, atrelado ao menor custo operacional”, enfatiza o diretor. “A expectativa é aumentar as vendas de novos motores para todos os segmentos rodoviários do Brasil”, finaliza.

LEIA MAIS  Scania lança na Europa nova geração de caminhões híbridos

O G 10 é um dos principais clientes da marca. Somente em 2017 foram mais de 200 unidades vendidas para o Grupo. Além dos novos modelos R 450 e R 510, as últimas vendas também envolveram os modelos R 440, nas configurações 4×2 e 6×2, e o R 480, na configuração 6×4.

Novos caminhões R 450 e R 510

Lançados durante a Fenatran, em outubro de 2017, para o mercado nacional, os novos motores chegam nas potências de 450 cv e 510 cv para atender a linha rodoviária da marca. Os propulsores fazem parte do conceito de evolução contínua dos produtos Scania e têm potencial para atingir índices ainda melhores que o campeão de vendas R 440, pois apresentam redução de consumo de combustível de até 5%. Essa melhora acontece devido a tecnologia de alta pressão de injeção de diesel e com múltiplos pontos para diminuir o consumo, os ruídos e também as emissões de poluentes.

Os novos propulsores são de 13 litros com seis cilindros em linha. Com o lançamento, a Linha R passa a ser composta por seis potências, sendo as duas novas em complemento às quatro atuais de 360cv, 400cv, 440cv e 480cv. Dessa forma, o torque máximo da Scania está entre 1.850Nm (na motorização de 360cv) e 2.550Nm (na nova versão de 510cv). A versão com 450 cavalos atinge a potência máxima a 1.900 rpm, com torque de 2.350Nm disponível entre 1.000 a 1.300 rpm. Na configuração com 510cv, o pico de potência é a 1.900 rpm, e o torque máximo de 2.550Nm está entre 1.000 a 1.300 rpm.

LEIA MAIS  Conselho da VW prepara medidas para abertura de capital do setor de caminhões

A nova linha traz, ainda, como novidade a matéria-prima utilizada em sua construção. Os motores passam a ser produzidos em CGI, um composto compactado de ferro e grafite que duplica a resistência a fadiga. Assim, ele está ainda mais preparado para suportar o aumento na pressão de combustão dentro do cilindro. Apesar de mais robusto e resistente, o novo motor continua leve, o que proporciona um melhor desempenho.

Todas as motorizações da Linha R são compatíveis com as configurações de rodas 6×2 e 6×4 e as cabines R Highline e Streamline.




Um comentário em “Scania entrega primeiros modelos de caminhões com novas motorizações para o Grupo G10

Deixe sua opinião sobre o assunto!