Empresa europeia desenvolve implemento especial para transporte de pás eólicas

por Blog do Caminhoneiro

Reboques extensíveis já são uma realidade em todos os lugares. Esse tipo de implemento pode ter seu tamanho modificado para atender a transportes especiais, como o transporte de pás eólicas.

A empresa Broshuis, da Inglaterra, levou o conceito de extensível a outro nível, quando desenvolveu seu semirreboque Quattro, que pode aumentar em quase quatro vezes seu tamanho original para transportar algumas das maiores pás eólicas do mundo.

O desenvolvimento do implemento se deu em conjunto com a empresa Vestas, fabricante de usinas eólicas, para transporte de pás de 74 metros de comprimento, de um novo modelo de usina eólica, a V150. Apesar de 74 metros já serem muito, o implemento pode comportar pás eólicas com até 80 metros de comprimento.

O implemento pode sair de fábrica com três ou quatro eixos, todos direcionais, que podem ser virados para facilitar manobras, e que contam com um sistema de alinhamento automático. O ângulo de viragem das rodas traseiras é de até 60º, que são operadas por controle remoto.

A parte frontal do implemento, que fica sobre o chassi do cavalo-mecânico, tem um sistema de elevação hidráulica, fornecendo um aumento da distância do solo da parte central do implemento, que pode ser usado para transpor terrenos irregulares.

O implemento, quando fechado, mede 20,1 metros, mas quando seus quatro extensores são abertos, o comprimento total chega a 69 metros. Além desse sistema de extensão, o implemento pode receber um elevador hidráulico na parte traseira, que levanta a pá eólica a até 10 metros do chão. Esse sistema pode ser usado para passar por cima de obstáculos em curvas, como casas, barrancos e até postes.

O preço médio do implemento não foi divulgado pela fabricante, e o implemento está disponível inicialmente para mercados da Europa.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário