Bolsonaro publica depoimento de caminhoneiro sobre pavimentação da BR-163

por Blog do Caminhoneiro

Um caminhoneiro publicou um vídeo nas redes sociais, mostrando um trecho da rodovia BR-163, entre Mato Grosso e Pará, próximo à cidade de Moraes de Almeida. O vídeo foi compartilhado pelo Presidente Jair Bolsonaro em suas redes sociais.

O caminhoneiro destaca o bom andamento das obras, que vem sendo realizadas pelo Exército, e lembra as dificuldades enfrentadas em anos anteriores.

O caminhoneiro, que não teve o nome divulgado, conta que em outras ocasiões chegou a ficar 22 dias atolado na rodovia, sem água e comida, e que chegava a pegar água da chuva para poder cozinhar. Na época, uma mobilização popular levou água e cestas básicas aos caminhoneiros presos na rodovia.

De acordo com o Governo Federal, a finalização da pavimentação deverá ocorrer até dezembro, quando a rodovia estará totalmente asfaltada, acabando com os atoleiros.

A maior parte do trajeto vem sendo pavimentada pelo 8º Batalhão de Engenharia e Construção do Exército Brasileiro, que vem batendo recordes na pavimentação e produção de CBUQ para as obras.

No último mês de Agosto, os militares produziram em apenas um dia, 1.980 metros de Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ) para as obras, que foram imediatamente aplicados na rodovia.

O militares já finalizaram o primeiro trecho, com 28 quilômetros, entre Moraes de Almeida e Miritituba. Além da pavimentação, eles trabalham dia e noite para sinalizar e dar acabamento às obras.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-98800-6519

Artigos relacionados

7 comentários

Antonio 09/02/2020 - 13:08

grande presidente Jair bolsonaro , grande exercito brasileiro, eu saúdo as forças armadas brasileiras composta por grandes brasileiros Trabalhadores,capazes e honestos. Credito sim pois saiu do papel, fizeram acontecer. Acabou a miseria de todos e dos caminhoneiros. Grande presidente Jair Bolsonaro , grande e glorioso exercito Brasileiro , eu os saúdos .

Reply
Claudio santos 13/09/2019 - 22:48

Poderia era mandar o ministro para dar uma passeada lá, já tem 5 dias se manifestaçao na Br. E mais de 70 km de cada lado os caminhoes q era para esta rodando produzindo estão parados. E as autoridades fecham os olhos e não resolve nada. Da um Pulinho, lá no Moraes almeida e veja como q está o pequeno problema.
Pelo alto vc ve melhor. E ve se resolve esse B.o.

Reply
Ezequiel Neto 13/09/2019 - 08:38

Aparece cada manifestação burra neste Blog tão importante e sério…Parece coisa de palpiteiros de plantão…E por caso Exército e DNIT não são governo? Por acaso são empresas privadas? Não se deve dar crédito a um governo que tomou a iniciativa de asfaltar a BR 163? Então pega teu caminhão (se és Camioneiro) e vai rodar nos atoleiros da Transamazônica…

Reply
Antonio 09/02/2020 - 13:15

concordo com você irmão ele não tem caminhao , e não são caminhoneiros. É por isso.

Reply
Laércio B. Santos 12/09/2019 - 20:43

Poderia fazer bem mais né, asfaltar todas as estradas brasileiras , ficariam bem melhor e com um custo bem abaixo, eu confio nas obras do exército, deveriam acabar com essa roubalheira das empreiteiras, pois além de roubarem o país nao fazem estrada e asfalto que preste.

Reply
Ezequiel Neto 13/09/2019 - 08:45

Acertadíssimo o comentário sobre o Exército. Os Batalhões de Engenharia e Construção prestam relevantíssimos serviços ao Brasil. Os preços caem pela metade em comparação com os das Empreiteiras que acrescentam nos custos a propina que pagam a governantes e políticos safados e corruptos. Ninguém levanta a voz para elogiar e reconhecer o que o Exército faz através dos Batalhões de Engenharia e Construção que dispõem de excelente corpo técnico; os melhores engenheiros fardados do País.

Reply
Jose carlos Dantas da silva 12/09/2019 - 20:13

Oque que governo atual tem a ver com essa obra ?
Resposta .nada essa obra foi iniciada em Setembro de 2017 .em um contrato firmado entre denit e exército .o contrato e de apenas65 km de rodovia.com prazo de finalizar em 2020.
Por tanto eu não vejo razão neuma para dar crédito para esse governo..

Reply

Escreva um comentário