Eldorado Brasil vai eliminar até 25 mil viagens de caminhões por ano com uso de trens

por Blog do Caminhoneiro

A Eldorado Brasil, uma das maiores e mais modernas fábrica de celulose do mundo, vai passar a transportar sua produção de Jundiaí até Santos, em São Paulo, em trens. De acordo com a empresa, a nova forma de transporte vai diminuir cerca de 25 mil viagens de caminhões por ano das estradas paulistas.

A produção de celulose acontece em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul, e vai continuar a ser levada até Jundiaí em caminhões. Lá, as cargas serão transferidas para contêineres, e embarcadas nos trens da CMA-CGM.

A medida tira os caminhões das rodovias, e também alivia o tráfego em Santos, já que os contêineres não precisarão mais ser movimentados, cheios e vazios, na cidade litorânea. O trem chega diretamente no terminal onde os navio atracam.

Apesar da redução no transporte rodoviário, os trens não conseguem transportar toda a produção da empresa, por isso, os caminhões ainda vão atender parte da demanda de transporte de celulose até Santos.

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

15 comentários
0

Artigos relacionados

15 comentários

Ezequiel Neto 31/01/2020 - 13:02

E lá se vão empregos…Os camioneiros terão que fazer curso para Maquinista de Trem !!! Arre Diabo !!!

Reply
Valdir Ribeiro dias 31/01/2020 - 04:50

Trem e necessário .mas não vai na lavoura não vai nós centros urbanos não chega até a porta dos consumidores . sempre vai precisar de caminhão .

Reply
José fortunato Moreschi 30/01/2020 - 16:13

Mais jente pasando fome

Reply
Thiago lima 30/01/2020 - 19:16

Ótimo. Uma comoditie pesada ,já direcionada para exportação, não tem porque transportar de caminhão se dá pra.levar de trem.
Aos chorões de plantão, vocês fariam o mesmo, ou vão dizer que preferem comprar diesel, peças e pneus no lugar que gera mais despesas? Quem monta um negócio é pra ganhar dinheiro, os que estão de fora que tratem de se adaptar.

Reply
Vinícius 30/01/2020 - 21:37

Como o amigo Angelo respondeu ao meu comentário abaixo, vou responder esse seu frio e desumano ponto de vista: um modal COMPLETA o outro, e não SUBSTITUI por completo, como você, senhor “inteligência rara”, acha que vai acontecer.

Observe o exemplo dos Estados Unidos, que possui a maior malha rodoviária do planeta. Eles também possuem muita ferrovia, e muitos trens, mas não ficam botando pilha pra cima dos transportadores e caminhoneiros autônomos de lá, dizendo: “ah, mas vocês vão ver, os exportadores signatários do USMCA vão adquirir trens para tirarem vocês de circulação, aí vocês estão fhodidos”. NADA DISSO. Lá os modais trabalham UNIDOS, coisa que esse babanil não quer fazer. Aqui um quer passar por cima do outro, seja como for, com trens, barcos, aviões, etc. Aqui SEMPRE o culpado é o CAMINHONEIRO AUTÔNOMO, e nunca esses gananciosos das classes mais altas que só sabem olhar pros próprios RHABOS, pessoas as quais o senhor defende vergonhosamente aqui nos comentários.

Reply
Marcelo 31/01/2020 - 09:24

VIVA A LOGÍSTICA!
AQ EM MINAS ACONTECEU O MESMO COM O MINÉRIO, E NO FRETEBRAS A MAIORIA DAS CARGAS SÃO, BASCULANTE. INCLUSIVE DE MINAS PARA OUTROS ESATDOS.

Reply
Vinícius 30/01/2020 - 13:20

Ao invés de construírem mais rodovias de qualidade, melhorar a qualidade do asfalto fabricado pela Petrobras visando aumentar a duração das rodovias, reduzir o número de pedágios e aumentar a oferta de diesel no mercado através da quebra do monopólio da Petrobras, reduzindo o preço do insumo e principalmente, acabar com os atravessadores/agenciadores de cargas, que exploram covardemente a classe, NÃO, o que querem é ACABAR com os autônomos.

MAS CUIDADO: essa de colocar trens para acabar com cada vez mais viagens dos caminhões vai gerar um efeito colateral, ou seja, não vai prejudicar SOMENTE os autônomos, mas vai atingir em cheio os GRANDES FROTISTAS também, que por sua vez, com muito menos cargas pra transportar, vão comprar muito menos caminhões novos ou vão demorar muito mais pra renovarem as frotas, o que vai atingir também as MONTADORAS, que com menos vendas, ou vão ter que AUMENTAR AS EXPORTAÇÕES para manter os empregos, ou vão começar a demitir funcionários e, em casos mais extremos, podem até FECHAR AS PORTAS, como a dona Ford Caminhões.

Como é que os Estados Unidos, que tem a maior malha rodoviária do planeta, e possui muitíssimo mais extensões de ferrovias e trens que nós, não prejudica os caminhoneiros e transportadores jogando uma malha de transporte contra a outra?

E mais uma vez, tudo pela GANÂNCIA do povinho tupiniquim, que até hoje mostra o pior do DNA que veio povoar essas terras no lugar dos índios, por que Portugal mandou pra cá os piores tipos que eles não queriam ver mais lá, em sua maioria, bandidos e prostitutas. Por isso que hoje esse povo tem má fama no exterior, 85% são malandros, corruptos, espertos, esguios, caloteiros, avarentos e não perdem a oportunidade de prejudicar os outros em benefício próprio.

Reply
Zé Luis 30/01/2020 - 15:33

Concordo plenamente! O problema do Brasil estar nos 85% dos Brasileiros.

Reply
Angelo 30/01/2020 - 17:55

Chefe, não adianta espernear. Sou caminhoneiro mas só um governo muito burro não iria priorizar o modal ferroviário. Os modais precisar se completar. É assim em qualquer economia eficiente. Existem mercadorias que devem ser transportadas por caminhões e outras por trens, simples assim. Aqui nesse país é que feito da maneira errada. Em relação a Ford, amigo a empresa tá um lixo, não consegue competir com ninguém. A Volks aprendeu com ela e hoje tem um produto superior. Os carros idem. O problema da Ford é mundial.

Reply
Marco Antonio 31/01/2020 - 20:40

Faço minhas as suas palavras, chororô não vai resolver, é hora de o caminhoneiro se reinventar e com sabedoria enfrentar os novos tempos.

Reply
Magaiwer Santos 30/01/2020 - 11:35

O GOVERNO PODE ATÉ ESTAR FAZENDO UM BOM TRABALHO NO MOMENTO, MAS DAQUI 2 ANOS NÃO VAI MAIS HAVER FRETE PARA CAMINHONEIROS COMO ATUALMENTE. 60% DO SETOR VAI SAIR DE ROTAÇÃO.

Reply
gustavo alexandre 30/01/2020 - 21:11

Agora e hora de ponhar um valor no frete porquê o trem não vai pegar a celulose fora dos vagões

Reply
Josue Junior 30/01/2020 - 11:08

Muito bom!
Assim não será mais necessário ver os colegas bestas achando que são a vitalidade do país!
Exelente!

Reply
Vinícius 30/01/2020 - 14:04

“Excelente” né?

Lê o outro comentário que postei acima que você vai ver se é tão bom assim como você pensa! Garanto que vai pensar bem no que postou aqui!

Reply
Marcos Sérgio Moreira César 30/01/2020 - 10:15

Já pensou quantos trem vai ter guê por para rodar para transportar todas as produções tipo soja açúcar milho algodão etcetera vão ter que fazer muitos trilhos

Reply

Escreva um comentário