Venda e produção de caminhões deve cair mais de 30% em 2020

O coronavírus derrubou a previsão de um ano que seria excelente para a produção e venda de caminhões. No início deste ano, antes da declaração de pandemia, a previsão era de 115 mil caminhões vendidos até dezembro de 2020.

Com toda a crise trazida pela doença, as vendas devem chegar a pouco mais da metade disso, 65 mil unidades.

Para a Anfavea, se nada mudar no cenário atual, a queda nas vendas será inevitável.

A produção e venda de caminhões que tem acontecido, em maio foram produzidos pouco mais de 4 mil caminhões, e 4.736 unidades foram emplacadas, tem sido puxadas pelo agronegócio, mineração e florestal, além dos transportes de produtos essenciais, qie também tem mantido a compra de veículos.

Outros segmentos, mas impactados pela crise do coronavírus, atrasaram planos de renovação das frotas para quando a economia começar a reagir.

Deixe um comentário!

O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia Você lembra do seriado “As Aventuras de BJ” nos anos 1980? Caminhões chineses são equipados com cabine de modelo da década de 1970 Conheça o transporte Piggyback, muito usado nos Estados Unidos