Transportes Botuverá começa a testar Novo Actros com 530 cavalos

por Blog do Caminhoneiro

O mais potente caminhão da Mercedes-Benz começará a ser testado em uma operação real no transporte de grãos pela Transportes Botuverá. O Novo Actros 2653 6×4 é equipado com o motor MB OM 471 LA, de 13 litros e 6 cilindros, com potência de 530 cavalos a 1.600 RPM e 2.600 Nm de torque a 1.100 RPM. A transmissão é a MB G 291-12 Mercedes Powershift, de 12 marchas, automatizada.

“Durante um ano, o Novo Actros 2653 6×4 será utilizado nas operações da transportadora, a fim de demonstrar seus atributos de desempenho, economia, produtividade, robustez, avançada tecnologia, segurança e conforto para o motorista”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

A Transportes Botuverá também testa um Actros 2651, com 510 cavalos de potência.

“É um privilégio enorme para a Botuverá ser a primeira empresa de transporte do Brasil fazer testes de demonstração com o Novo Actros de 530 cavalos. Isso já tinha acontecido anteriormente com o Novo Actros de outra faixa de potência. Agradeço a parceria com a Mercedes-Benz. É uma honra participar novamente de testes com caminhões da marca em nossas operações”, diz o diretor executivo da Botuverá, Adelino Bissoni.

De acordo com a Mercedes-Benz, o Novo Actros pode obter uma redução de até 12% no consumo de combustível, na comparação com a geração anterior do modelo.

Além do novo motor e câmbio automatizado, o modelo conta com uma aerodinâmica melhorada, podendo ser equipado com câmeras no lugar dos retrovisores, piloto automático inteligente e suspensor de eixo mesmo na versão 6×4. Todos esses atributos reduzem significativamente o consumo.

“Esse novo motor é mais um marco para a Mercedes-Benz no Brasil. Nós fomos até as instalações dos clientes e percebemos que para realizar algumas operações rodoviárias específicas, eles precisavam de um motor mais potente e econômico. Dessa forma, desenvolvemos o OM 471, que oferece alto torque com baixa rotação, redução no consumo de combustível e baixo custo operacional durante seu ciclo de vida devido a longos intervalos de manutenção”, ressalta Leoncini.

A Transportes Botuverá tem uma frota de mais de 180 caminhões e cerca de 2 mil agregados, e realiza o transporte de grãos, fertilizantes e defensivos, pluma de algodão, açúcar, combustível e outros.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Escreva um comentário