Deputados podem analisar hoje o projeto de lei que aumenta pontuação da CNH

por Blog do Caminhoneiro

O projeto de lei 3.267/2019, que reformula o Código Brasileiro de Trânsito, deve ser analisado pela Câmara dos Deputados hoje.

O projeto foi analisado pelo Senado no final de agosto, e, como sofreu alterações propostas pelos senadores, voltou à Câmara dos Deputados para ser analisado novamente.

Entre as mudanças propostas pelo projeto, estão o aumento da pontuação da CNH, atualmente em 20 pontos, para 40 pontos. Também está prevista a ampliação da validade da CNH, passando de 5 anos para até 10 anos, dependendo da categoria do motorista.

O projeto também torna infração grave punida com multa o ato de transportar ou manter embalagem não lacrada de bebida alcoólica no veículo em movimento, exceto no porta-malas ou no bagageiro.

Outra alteração mantém a pena de prisão hoje prevista na legislação para os casos de motorista embriagado que tenha provocado acidente grave. O texto aprovado em junho na Câmara previa substituição de pena.

Quanto ao uso da cadeirinha, o Senado propõe que o equipamento, que pode ser um assento de elevação (booster) ou uma cadeira especial presa ao assento, deverá ser adequado ao peso e à altura da criança.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Com informações da Agência Câmara de Notícias

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

2 comentários

Zé Cueca 22/09/2020 - 10:55

Vejo como uma LEI boa, porém quem quer ver motorista enchendo a cara de bebida alcoólica e depois pegando a estrada é só fazer uma visita no inicio da noite e mesmo durante a a noite aos postos a beira das estradas, principalmente os mais afastados dos centros urbanos!
Assisti um que estava parado num posto na no município de Bom Jesus de Goiás, GO que bebia gulosamente cachaça e cerveja, estava disposto a pernoitar ali, mas depois de umas 3 cachaças e várias cervejas, o mesmo deu uma “vertigem” e saiu dirigindo pela BR-452, liguei discretamente para a autoridade responsável pela área que disse que ia verificar mas que seria muito difícil em decorrência de ser noite!
Se as autoridades quisessem mesmo fiscalizar, não precisava muito esforço, era só montar blitz em pontos estratégicos, mas como isso é quase inexistente, e preferem ficar na “moita” para multar por excesso de velocidade e faixa continua onde os riscos são mínimos, a roda gira e mortes acontecendo aos montes!

Reply
Celestino Gonçalves Filho 21/09/2020 - 21:27

O mais grave mais terrível para todos os envolvidos é o acidente causado por motorista bêbado.

Reply

Escreva um comentário