Caminhoneiros não podem transportar valores da empresa

Decisão do corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Aloysio Corrêa da Veiga, anulou um pedido de uma transportadora de bebidas do Rio de Janeiro, que pedia que os motoristas da empresa transportassem os valores recebidos pela venda das mercadorias.

A empresa havia sido alvo de ação civil pública, onde foi proibida por liminar da Justiça do Trabalho da 1ª Região (RJ), de obrigar os motoristas, que não são qualificados para o transporte de valores, de receber e transportar os montantes recebidos nas entregas das mercadorias.

A empresa alegou que os valores estavam abaixo do valor que exige o curso especializado, e que os veículos são equipados com cofres, com as chaves permanecendo na sede da empresa.

Mesmo assim, o pedido da empresa para mudança da decisão de 1º grau não foi aceito pelo Tribunal Superior de Justiça. Com isso, a empresa terá que ter outras formas de transportar os valores, para que não seja feito pelos motoristas e ajudantes.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia Você lembra do seriado “As Aventuras de BJ” nos anos 1980? Caminhões chineses são equipados com cabine de modelo da década de 1970