7 problemas de saúde mais comuns entre motoristas

por Blog do Caminhoneiro

Os motoristas são profissionais que passam muito tempo ao volante, por isso ficam sentados na mesma posição por horas. Eles são essenciais para a movimentação de pessoas, mas o trabalho pode trazer consequências para a saúde.

Algumas doenças acabam se tornando mais frequentes na categoria por conta da rotina. Saiba quais são elas!

  1. Lombalgia

Motoristas ficam muito tempo sentados, na mesma posição, fazendo movimentos repetitivos e com o banco desregulado. Essa é a combinação perfeita para que surja a lombalgia, também conhecida pelas dores nas costas e problemas de coluna.

Para agravar ainda mais o quadro, muitos profissionais não se exercitam e o excesso de peso pode piorar os sintomas.

  1. Diabetes

O diabetes é uma doença que causa excesso de glicose no sangue e pode resultar em problemas como visão turva, tontura, perda de coordenação e outros que podem ser um risco à segurança do motorista.

Ele surge por conta de uma alimentação inadequada e falta de exercícios, coisas bem comuns a quem passa muito tempo ao volante.

  1. Colesterol

O colesterol elevado não costuma trazer problemas diários aos motoristas, porém, ele aumenta os riscos cardíacos. Ele pode ocasionar o entupimento das artérias e acabar provocando um infarto.

Além disso, o comprometimento do funcionamento de alguns órgãos também pode ser resultante do colesterol alto. E assim como as demais doenças, surgem devido aos hábitos ruins que os motoristas acabam adotando.

  1. Dependência química

Esse é um problema de saúde bastante grave e que nem sempre é visto com a devida atenção. Muitos motoristas acabam fazendo uso da bebida alcoólica para aliviar o estresse do dia a dia e isso se torna uma rotina.

O uso de drogas que ajudam a mantê-los acordados é outro problema comum. Para enfrentar as longas viagens e chegar a tempo no destino, bem como fazer o máximo de corridas por dia, eles deixam de dormir e recorrem a medicamentos e drogas.

O problema é que além de causar dependência, as drogas podem afetar as condições de direção e provocar acidentes. Esse problema de saúde deve acender um sinal de alerta, pois coloca os motoristas e outras pessoas em risco.

  1. Obesidade

O excesso de peso é algo bastante comum, e costuma começar com uma barriguinha saliente e se agrava.

A falta de exercícios e alimentação errada são os principais gatilhos do problema. Por não ter tempo de comer da forma correta, ou se alimentar frequentemente em restaurantes e lanchonetes, a pessoa acaba comendo o que é gostoso e não saudável.

A obesidade pode desencadear diversas outras doenças como a pressão alta, diabetes e colesterol. É preciso ficar atento ao peso e buscar maneiras de fazer o controle.

  1. Estresse

O estresse é uma doença e, muitas vezes ignorado por as pessoas acharem que se trata apenas de irritação momentânea. A questão é que tem sintomas como irritação, cansaço, queda de cabelo, tontura, dor de cabeça e muitos outros.

Ele surge devido aos problemas enfrentados no dia a dia como atraso, trânsito congestionado e maus hábitos de outros motoristas. Quando não é tratado pode evoluir e resultar em doenças mais graves.

  1. Lesões por esforço repetitivo

As lesões por esforço repetitivo, também conhecidas como LER, são resultado de movimentos repetitivos e frequentes. Elas atingem nervos, tendões e músculos, fazendo com que inflamem.

As consequências iniciais são dores locais, inchaço. Com o tempo a situação pode se agravar e levar a redução ou perda de movimentos.

Não é segredo que a falta de movimentação e ficar muito tempo na mesma posição, com a mão ao volante e pisando nos pedais, são as principais causas do problema.

Dicas para evitar e tratar problemas de saúde

A melhor maneira de evitar esses problemas é com a mudança de hábito. Mesmo que a rotina em alguns casos pode ser difícil, ela precisa acontecer.

Estabelecer horários para dormir e comer já ajuda o organismo a se regular e pode prevenir problemas como a diabetes. Uma alimentação equilibrada é fundamental.

Aliado a isso as pausas regulares para fazer alongamentos e a prática de exercícios, irá prevenir problemas de postura e dores.

O acompanhamento da saúde é outro ponto. Ao contratar o plano de saúde o acesso a médicos será facilitado, assim como a exames. Os cuidados poderão ser preventivos e quando houver a necessidade, os tratamentos serão feitos de forma ágil e eficaz.

Os problemas de saúde dos motoristas são diversos, porém, a maior parte deles pode ser evitada ou tratada com a adoção de hábitos saudáveis. O melhor é que podem fazer parte da rotina sem que prejudiquem a profissão.

Por: Jeniffer Elaina, do site PlanoDeSaude.net.

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!