Scania vende 15 caminhões totalmente elétricos para a capital da Dinamarca

por Blog do Caminhoneiro

Copenhague, na Dinamarca, é mais uma cidade europeia que irá ver de perto o avanço tecnológico dos caminhões elétricos da Scania. A empresa Amager Resource Center está assumindo gradualmente a operação de coleta de lixo na cidade, e optou por ter uma frota composta exclusivamente por caminhões elétricos.

Hoje foi anunciado o negócio com a Scania, de 15 unidades, com entregas previstas para o início de 2022. Outras montadoras poderão fornecer veículos para a coleta de lixo na cidade, mas a preferência da Amager Resource Center é pelos modelos Scania.

A compra dos veículos elétricos é parte do plano da cidade de zerar as emissões de carbono até 2025. Essa é uma das metas mais ambiciosas da Europa na questão de emissões.

“Este é um projeto realmente emocionante. Os caminhões são apenas uma parte da transição, pois se trata também de novos locais e da infraestrutura de carregamento, que já é um grande projeto em si. O plano é que os caminhões saiam duas vezes ao dia e carreguem no período intermediário. O carregamento rápido ocorrerá entre os dois turnos, e o carregamento regular ocorrerá durante a noite, fora dos horários de pico, quando a energia é mais verde e mais barata”, disse Per Fischer, Gerente de Contrato da ARC.

Até o ano de 2025, a cidade deverá contar com 100 caminhões de coleta de lixo totalmente elétricos.

Além do benefício da redução de emissões, a compra de caminhões elétricos para operação na cidade traz outros benefícios para os moradores da região.

“Para os residentes do município, isso significa duas coisas. Em primeiro lugar, haverá menos poluição por partículas no ar, pois o motor elétrico é totalmente livre de emissões. Em segundo lugar, o ruído dos caminhões de lixo será reduzido significativamente quando forem elétricos, porque no futuro você só poderá ouvir o barulho dos caixotes do lixo sendo esvaziados”, completou Per Fischer.

A Scania estima que a venda de veículos elétricos representem 10% do total de veículos vendidos na Europa em 2025, número que pode chegar a 50% em 2030.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados