Dados da União Europeia mostram que os caminhões Scania são os que menos poluem a atmosfera

por Blog do Caminhoneiro

A Scania vem, há vários anos, em uma trajetória em busca da sustentabilidade no setor de transporte de cargas. Além do lançamento de modelos elétricos e a gás, que tem emissões mais baixas, a montadora investe pesado nos motores diesel convencionais, para garantir o melhor desempenho, com baixo consumo e menores emissões.

Isso levou caminhões da montadora a serem eleitos, quatro vezes consecutivas, como “Green Truck”, na Europa.

No mês de maio, um relatório apresentado pela União Europeia, mostra que a montadora está a frente de todas as outras montadoras de caminhões rodoviários da Europa, emitindo 4,7% menos CO2 na atmosfera do que o exigido pela UE para os veículos pesados.

No ano de 2019, a UE criou as primeiras metas de emissões de CO2, que deverão ser atingidas entre 2025 e 2030. A nova legislação estabelece que as emissões de CO2 para caminhões novos sejam reduzidas em 15% a partir de 2025, e 30% a partir de 2030, tendo como referência o ano de 2019.

Todos os caminhões vendidos na Europa passaram por testes de emissões de CO2, entre julho de 2019 e junho de 2020. Esses valores servirão como a referência para a legislação futura.

Este relatório apontou a Scania como a melhor em termos de eficiência no consumo de combustível e baixas emissões de CO2, sendo 4,7% abaixo do limite de emissões estabelecidos pela UE. Todos os outros fabricantes de caminhões pesados estão acima do estabelecido.

“Os dados de emissões CO2 publicados pela UE mostram que existe um claro líder de mercado no consumo de combustível – a Scania. Esses números são baseados em testes certificados de componentes e caminhões e refletem o trabalho exclusivo e de longo prazo da Scania com aerodinâmica e motorização”, disse Henrik Wentzel, consultor sênior de planejamento de produto da Scania.

Comparação justa

O executivo ressalta que os valores obtidos pela União Europeia nos testes é são obtidos após a validação de testes idênticos para todos os componentes e veículos, independente da montadora.

Andreas Follér, chefe de sustentabilidade da Scania, diz que os números da comissão que avaliou os veículos também mostram que a Scania está no caminho certo para atingir até mesmo sua própria meta – reduzir as emissões de CO2 dos veículos em uso em 20% até 2025, em comparação com 2015.

Science Based Target

A Scania é a única montadora de veículos pesados da Europa que tem um Science Based Target aprovado.

“Nossa ambição é reduzir o impacto climático no curto e médio prazo, tanto para o Science Based Target quanto para a legislação da UE. A principal diferença é que a legislação de CO2 da UE cobre apenas as emissões do veículo. Nossos SBT são medidos do poço à roda (em toda a cadeia). Se olharmos apenas para as emissões do escapamento, não importa se o caminhão funciona com 100% de biodiesel ou 100% diesel convencional, ou se o caminhão funciona com biogás ou gás natural. Mas para o nosso Alvo baseado na ciência, para os nossos clientes e para o planeta, isso é muito importante”, afirma Andreas Follér.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!