Raro Mercedes-Benz LS-1934 com carenagem está à venda por R$ 250 mil

por Blog do Caminhoneiro

Raro quando foi lançado, e mais raro ainda hoje em dia, o Mercedes-Benz LS-1934 equipado com a bela carenagem envolvendo todo o chassi teve poucas unidades vendidas, e, ao longo do tempo, muitos deixaram de ostentar a carenagem. Por isso, encontrar um modelo completo, mantendo todas as características originais, é algo difícil hoje em dia.

O anúncio não oferece muitos detalhes sobre o caminhão, nem a localização dele. O que dá para notar, nas fotos, é que o caminhão está bem conservado, com a carenagem e calotas originais nas rodas, além da cor e faixas azuis em ótimas condições. Por dentro, o caminhão ostenta o interior original, com algum desgaste pelo uso, mas em boas condições gerais. Até mesmo o rádio Bosch Miami IV está presente, com toca-fitas. O caminhão também conta com os manuais originais.

O preço pedido é de R$ 250 mil, e o anúncio destaca que o caminhão é anunciado para colecionadores. Para ver o anúncio completo, acesse o Facebook Marketplace, clicando aqui.

Relembre o modelo

A linha Turbocooler para o LS-1934 foi apresentada pela Mercedes-Benz em 1988, para 1989, como uma forma de dar uma renovada no modelo. O sistema Turbocooler oferecia maior potência aliada à economia de combustível, o que garantia maior rentabilidade.

O modelo saia de fábrica com ou sem a carenagem sobre o chassi. Instalada como opcional, elevava o preço final do caminhão, mas dava um ar muito mais robusto e bonito ao modelo. A carenagem era desenvolvida pela Indústria de Fibra Glaspac, e a Mercedes-Benz afirmava que tinha alta resistência a impactos, produtos químicos, corrosão e ferrugem. Mas, ao longo dos anos, a maioria dos 1934 equipados com o acessório deixaram de usá-lo devido ao desgaste natural da peça.

Além da estética, a peça garantia uma aerodinâmica aprimorada ao caminhão, reduzindo o consumo de combustível.

O LS-1934 era equipado com o motor Mercedes-Benz OM-355/6 LA Turbocooler, com potência de 340 cavalos, e torque de 1.451 Nm a 1.300 RPM. Um dos grandes destaques do modelo era a caixa de câmbio ZF 16S 130, que oferecia 8 velocidades (4+4) com reduzidas. O eixo traseiro era o HL7/015D-13, com redução nos cubos, o que garantia confiabilidade e longa vida útil.

O modelo era oferecido para o transporte de até 45 toneladas de Peso Bruto Total Combinado, com Capacidade Máxima de Tração de 70 toneladas.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

1 comentário

Pedro Rocha 22/12/2021 - 15:10

Um verdadeiro tesouro esse caminhão, pois essa carenagem era opcional e muitos que a tiveram já danificaram e foram retiradas.

Reply

Deixe um comentário!