Maquinário para produção dos caminhões Tatra está chegando à Ponta Grossa

por Blog do Caminhoneiro

A primeira unidade de produção da Tatra fora da Europa começou a receber os equipamentos para montagem dos caminhões nesta semana. A produção estava prevista para 2020, mas foi atrasada devido à pandemia. A linha de produção de Ponta Grossa, no Paraná, deverá começar a operar já no próximo ano, montando caminhões civis e militares da linha Phoenix, em regime CKD.

Apesar de usarem tecnologia de chassi própria da Tatra, os caminhões Phoenix compartilham diversos componentes, como cabines e motores, com os caminhões DAF CF, que são produzidos em Ponta Grossa pela DAF.

Além da montagem da planta no Brasil, a montadora realizou a capacitação da engenharia brasileira na República Tcheca, onde fica a matriz da empresa. O investimento total para a produção no Brasil é de cerca de R$ 100 milhões, e, além do Brasil, a montadora espera estender as vendas para países da América Latina e África. A previsão é de contratação de até 300 profissionais até 2026.

Produção

default

Após a finalização da construção da fábrica, a montagem dos veículos vai começar em sistema CKD, onde a Tatra europeia envia caminhões parcialmente desmontados para a finalização da montagem no Brasil. A nova fábrica tem capacidade de produção para até mil caminhões por ano, mas a empresa espera, inicialmente, produzir cerca de 100 unidades por ano.

Futuramente, a empresa planeja a produção completa dos veículos no Brasil, com todas as etapas de desenvolvimento, fornecimento de componentes e montagem sendo realizados no país.

Além dos modelos Phoenix 6×6, a empresa também vai produzir modelos 8×8, com versões voltadas para os setores de mineração, produção florestal e sucroalcooleiro, e de veículos pesados para as áreas militares e de defesa.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!