Nikola anuncia negociação de 100 caminhões Tre a hidrogênio para a PGT Trucking

por Blog do Caminhoneiro

Até hoje, a Nikola Corporation não entregou nenhum caminhão. A montadora trabalha no desenvolvimento de veículos elétricos a bateria e movidos com células de combustível a hidrogênio, e, mesmo sem ter os modelo prontos para venda comercial, já recebe diversos pedidos de empresas dos Estados Unidos e Canadá, principalmente.

Ontem, a montadora anunciou a negociação de 100 caminhões Nikola Tre, baseado no Iveco S-Way, para a empresa PGT Trucking, que tem investido para reduzir as emissões de poluentes ao longos dos últimos anos. Nesse negócio, a Nikola fornecerá os caminhões por meio de um contrato de aluguel, além de também construir as soluções de abastecimento de hidrogênio e toda a manutenção necessária dos veículos.

A previsão das entregas é para 2023, quando deve ser iniciada a produção comercial dos caminhões na fábrica da Nikola, em Coolidge, no estado norte-americano do Arizona.

“Estamos entusiasmados com o fato de a PGT ter optado por uma parceria com Nikola no avanço e adoção da tecnologia de célula de combustível a hidrogênio. A PGT é uma empresa altamente respeitada na indústria de transporte, com experiência operacional baseada em segurança, confiabilidade e atendimento ao cliente. Acreditamos que nossos caminhões ajudarão a PGT a alcançar seus objetivos de melhorar continuamente a experiência do motorista, reduzir suas emissões de carbono e aumentar a eficiência de suas operações, ao mesmo tempo que oferece grande valor aos clientes. A Nikola continua a fazer grandes progressos para acelerar a adoção de caminhões a hidrogênio por meio de sua integração de veículos feitos sob medida, soluções de energia e a rede de vendas e serviços necessária para dar suporte aos clientes”, disse o Presidente da Nikola, Pablo Koziner.

O Nikola Tre é projetado para aplicações de médias e longas distâncias, com autonomia superior aos 800 quilômetros com um tanque de hidrogênio. O modelo será o caminhão mais avançado da frota da PGT, que transporta aço, materiais de construção, maquinário, petróleo e gás, matérias-primas, alumínio e cargas para indústrias automotivas.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!