Grupo Traton vendeu mais de 95 mil veículos no primeiro trimestre

por Blog do Caminhoneiro

Nesta semana, o Grupo Traton publicou seu relatório de vendas, para as marcas Volkswagen Caminhões e Ônibus, MAN, Scania e Navistar. De acordo com a empresa, graças a entrada no mercado norte-americano com a Navistar, foi obtido um excelente crescimento em vendas no primeiro trimestre de 2022.

Em todas as marcas, foram recebidos 95.600 pedidos de novos veículos, entre caminhões, ônibus e utilitários. Mas as vendas ainda são afetadas pelos atrasos nas entregas de componentes para produção dos veículos, especialmente semicondutores, produzidos na Ásia, e chicotes e cabos elétricos, em sua maioria produzidos na Ucrânia, que sofre com a guerra provocada pela Rússia.

“É difícil imaginar um ambiente econômico mais desafiador: os gargalos de semicondutores ainda não foram resolvidos, e o conflito na Ucrânia trouxe consigo uma escassez de chicotes e cabos. Tempos difíceis como esses são um indicador particularmente bom de quão bem uma empresa está equipada para lidar com uma crise. O desempenho de nossa Companhia no primeiro trimestre de 2022 é um sinal claro de que nossa estratégia de nos tornarmos mais globais com a aquisição da Navistar e a expansão do nosso negócio de serviços está dando frutos. O negócio de serviços contribuiu consideravelmente para o desempenho dos negócios com uma participação de cerca de um quarto da receita total de vendas. Este negócio é mais resistente às mudanças na economia e tem margens fortes, o que está tendo um efeito estabilizador na Companhia. A situação agora é difícil, especialmente na Europa. Isso prova como foi importante avançar em nossa expansão global com a Navistar, o que significa que estamos mais bem equipados para lidar com flutuações em mercados individuais. A transição para trens de força alternativos também ganhou impulso no primeiro trimestre, especialmente no negócio de ônibus. Esta é uma área onde o grupo conseguiu aumentar significativamente sua participação de mercado”, disse Christian Levin, CEO do Grupo Traton.

Apesar das dificuldades, o Grupo Traton espera que as vendas aumentem gradativamente neste ano.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!