Scania vai ampliar testes com caminhões sem motoristas na Europa

As rodovias entre Södertälje e Jönköping, na Suécia, vão contar com cada vez mais caminhões sem motoristas da Scania. É que a agência de transporte sueca Transportstyrelsen aprovou um pedido da Scania para expansão da rota para os testes com caminhões autônomos.

Os testes foram iniciados em Fevereiro do ano passado, quando a montadora receber permissão para operar três caminhões autônomos em um trecho da rodovia E4, entre a fábrica da Scania em Södertälje, até Nyköping, que fica a 70 quilômetros ao sul.

Com o sucesso do teste realizado anteriormente, a Scania agora pode rodar distâncias maiores, em estradas locais e nacionais, entre Södertälje e a cidade de Jönköping, mais ao sul, a 300 quilômetros de distância.

“É ótimo ter o apoio da autoridade de transporte para que os três caminhões autônomos transporte, mercadorias da Scania em todas as categorias de estradas entre Södertälje e Jönköping. A legislação está ajudando, não nos atrapalhando, e este é um grande passo para nós e nosso trabalho com essa tecnologia”, disse Peter Hafmar, vice-presidente e chefe de soluções autônomas da Scania.

Com a autorização, os caminhões funcionarão de modo autônomo desde o momento que saem dos portões da Scania até a chegada no destino final. Sempre há um motorista de segurança dentro da cabine, acompanhando o funcionamento do caminhão, mas todo o procedimento é realizado pelo próprio veículo.

Para a Scania, a adoção de caminhões autônomos em larga escala é necessária, apesar da produção comercial e interesse dos clientes ainda estarem distantes.

“A tecnologia em si é legal, mas ainda melhor é que está nos ajudando a resolver alguns problemas prementes enfrentados pelo setor de transporte, como falta de motoristas, segurança e sustentabilidade. Há uma enorme falta de motoristas na Europa e nos EUA. Somente nos EUA, eles tiveram uma escassez de 80.000 motoristas em 2021, um número que deve dobrar até 2030”, explica Hafmar.

Outra grande vantagem é que, sem o motorista, a logística ganha eficiência, sem paradas para descanso e alimentação, sendo necessário apenas abastecimento. Com isso, o caminhão pode funcionar praticamente 24 horas por dia, 7 dias por semana, com mais segurança e mais eficiência no consumo de combustível. Os motoristas humanos ainda serão necessários para operarem esses caminhões no final da viagem, especialmente dentro do tráfego urbano.

Hafmar diz que os dados coletados dos atuais testes na Suécia permitirão à Scania desenvolver o aprendizado de máquina para lidar com a maior variedade possível de cenários que os veículos autônomos podem enfrentar. Ele espera que mais protótipos e mais testes em outras partes da Europa sejam realizados no futuro, em uma fase de expansão lenta e constante.

No geral, a estratégia para caminhões autônomos da Scania se concentra em sites de mineração, onde já vem trabalhando em vários projetos. A montadora também se concentra em aplicações ‘hub-to-hub’ ou terminal a terminal. A logística hub-to-hub é um mercado que não para de crescer, e as condições de operação mais fáceis em comparação com as complicações das cidades lotadas, o tornam ideal para o uso de soluções autônomas da Scania.

Embora o executivo espere que a tecnologia autônoma não se industrialize antes de 2030, ele acredita que esse impulso é imparável.

“A tecnologia está chegando muito perto agora e, assim como a oposição aos motores de combustão no início do século XX, os obstáculos estão sendo removidos constantemente. Precisamos estar prontos para essa mudança, que complementará os outros desenvolvimentos sustentáveis ​​no setor de transporte. É por isso que estamos investindo nisso agora”, finaliza.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!

Conheça os detalhes do projeto Roda Bem Caminhoneiro Scania já teve 13 séries especiais no Brasil Conheça a nova série especial da Scania O Royal Eagle é um Scania 143 como você nunca viu T112MC – Scania desenvolveu modelo exclusivo para a Nova Zelândia