Volvo deixa o câmbio I-Shift mais rápido nas trocas de marcha

por Blog do Caminhoneiro

A Volvo apresentou a nova versão de sua caixa de câmbio I-Shift, que ganhou 30% em velocidade de trocas de marchas, o que garante melhor dirigibilidade e suavidade para o motorista, na condução de caminhões a diesel ou mesmo elétricos.

A Volvo conseguiu essa melhoria graças à forma que a caixa de câmbio trabalha em conjunto com o motor. A atualização inclui uma ativação mais rápida da embreagem que resulta em uma interrupção de torque mais curta. Também torna a troca de marchas mais suave, para uma experiência de condução mais harmoniosa.

“A troca de marchas mais rápida permite otimizar a seleção de marchas com mais eficiência. E quanto mais eventos de mudança que a estrada e o terreno exigem, mais as melhorias serão apreciadas pelo motorista. Com a troca de marchas até 30% mais rápida com a nova I-Shift, os motoristas certamente experimentarão uma diferença muito positiva”, diz Pär Bergstrand, gerente de transmissão para serviço pesado da Volvo Trucks.

A Volvo destaca que essa aceleração é resultado de várias melhorias importantes. Em primeiro lugar, os sensores atualizados fornecem dados com maior precisão para a unidade de controle do câmbio, que apresenta um novo software e um microprocessador mais rápido, para tempos de cálculo muito mais rápidos. Depois, um disco adicionado no freio da caixa de velocidades faz com que reaja mais rápido antes de uma mudança de marcha, para que possa ser feita antes.Por fim, os espaços vazios também foram reduzidos em diferentes sistemas de atuação, por exemplo, os garfos de mudança, a embreagem e o freio da caixa de câmbio, para permitir uma troca de marchas mais rápida.

Quando a I-Shift foi lançada em 2001, era a primeira transmissão automatizada projetada para caminhões pesados. Ela tem a capacidade de trabalhar com todo o trem de força, pois esse sistema de transmissão é adaptado ao motor e aos componentes do veículo já na fase de desenvolvimento, contribuindo para um menor consumo de combustível – e, portanto, menor impacto ambiental. Também promove maior segurança e outros benefícios importantes, incluindo redução de ruído, vibrações e esforço físico do motorista.

Esses avanços mais recentes para obter trocas de marcha 30% mais rápidas são mais uma evidência das ações de melhoria contínua e sem fim da Volvo para fornecer melhor dirigibilidade em todos os aspectos.

“Com todas as melhorias e novas variantes ao longo dos anos, a I-Shift teve uma excelente capacidade de resolver tarefas cada vez mais avançadas de maneira eficiente. Isso significa não apenas oferecer alto desempenho e eficiência de combustível, mas também excelente dirigibilidade e conforto para os motoristas”, comenta Pär Bergstrand.

Hoje, todos os caminhões pesados ​​da Volvo são fabricados com a I-Shift como padrão. Desde a sua introdução, mais de um milhão de caminhões foram vendidos globalmente com a exclusiva tecnologia I-Shift da Volvo.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!