Presidiários norte-americanos poderão fazer treinamento para se tornarem caminhoneiros

Presidiários do sistema prisional de Ohio, nos Estados Unidos, terão a chance de melhorarem de vida quando cumprirem suas penas, se tornando caminhoneiros. A iniciativa foi criada pelo Departamento de Reabilitação e Correção de Ohio, visando incentivar os presos com penas leves e médias a iniciarem uma carreira no setor de transportes.

Dentro do projeto, esses presos farão 40 horas de aulas teóricas e posteriormente uma prova. Se forem aprovados nesse primeiro teste, passarão a fazer um treinamento completo com caminhões, também com aulas teóricas, além de noções de manutenção e de direção.

Depois do curso finalizado, eles poderão obter a Carteira de Motorista Comercial (CDL), permitindo que possam trabalhar em qualquer empresa de transporte dos Estados Unidos. Mesmo com o curso finalizado, os detentos só poderão deixar a cadeia após cumprirem a totalidade de suas penas.

Quando puderem trabalhar, ainda precisarão passar por mais três semanas de viagens com um motorista instrutor dentro da cabine, para garantir a segurança das viagens.

Para o estado, a facilitação na obtenção da carteira de motorista para os detentos ajuda muito na ressocialização, e, na maioria dos casos, evita que se volte ao mundo do crime.

Como é feita em parceria com empresas, o custo para o governo é baixo. No mercado comum, a carteira de habilitação profissional norte-americana chega a custar mais de US$ 5 mil.

Além de Ohio, outros estados também tem programas semelhantes, como Mississippi e Flórida. O programa é bom para os detentos, e também para as transportadoras norte-americanas, que estão entrando em desespero para contratar motoristas.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal