Willeme WR8 – O caminhão único usado para testes de pneus em altas velocidades

A empresa Willeme já era uma veterana quando foi chamada pela Michelin para o desenvolvimento de um caminhão único, o WR8, que seria usado para testes extremos de pneus de caminhões.

A Willeme começou a sua história logo depois da Primeira Guerra Mundial, reparando caminhões militares que ficaram como sobras de guerra ao final do conflito. Ao longo dos anos, trabalhou em vários modelos militares, e caminhões especiais para o transporte de cargas super pesadas.

Mas em 1958 foi apresentado o caminhão mais curioso produzido pela empresa, que teve apenas um unidades produzida. Encomendado pela Michelin, o caminhão foi desenvolvido sob uma série de exigência, especialmente quanto à velocidade.

Era necessário um caminhão que pudesse transportar cargas normalmente, mas com aerodinâmica aprimorada e que chegasse aos 150 km/h. O WR8 é um caminhão que parece ter uma cabine de avião. E a inspiração é essa mesmo, para se obter o máximo em aerodinâmica.

Chamado oficialmente de Willeme-Michelin WR8 Type LD 910, o caminhão tinha um capô muito longo e estreito, não haviam paralamas e a cabine tinha o parabrisa muito inclinado.

Abaixo do capô, um motor a gasolina, com oito cilindros e 18,05 litros de cilindrada, um gigante de 240 cavalos de potência, que aliado a uma caixa de câmbio manual de seis velocidades garantia a velocidade máxima de 150 km/h, e também sobrecarregava o eixo dianteiro, algo ideal para os testes com os pneus.

A Teilhol foi a empresa responsável pelo desenvolvimento da cabine, e usou peças de carros para acelerar a produção, como o pára-brisas Citroën DS.

Dentro da cabine ia o motorista e um cientista, analisando os dados de desempenho do caminhão e dos pneus.

A carroceria, mais estreita que o tradicional, transportava uma carga de lastro, de barras de aço, para garantir o peso máximo para os pneus.

Durante muitos anos, o caminhão rodou milhares de quilômetros na pista de testes Ladoux Michelin, na França, e mais ou menos na década de 1980, ele foi aposentado.

Parado por anos em um galpão, o caminhão se deteriorou bastante, mas passou por uma restauração completa em 2005, participando até hoje de eventos pela Europa.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

2 thoughts on “Willeme WR8 – O caminhão único usado para testes de pneus em altas velocidades

  • 17/01/2023 em 18:54
    Permalink

    E um ótimo pneu pena que não está pra qualquer bolso

    Resposta
  • 17/01/2023 em 09:50
    Permalink

    LOUVÁVEL essa pesquisa centenária para garantir a qualidade dos pneus
    LAMENTAVEL que em pleno século 21 não acham jeito de evitar que o pneu da marca rache no talão
    Perguntem a qualquer um

    Resposta

Deixe um comentário!

Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt 300 vagas para caminhoneiros brasileiros em Portugal