BSS inaugura nova unidade de atendimento para assistência técnica de blindados




A BSS Blindagens – empresa líder do setor, com cerca de 11% de marketshare dos veículos de passeio e comerciais leves no Brasil e 30% entre os automóveis Premium (acima de R$ 200 mil) inaugurou nesta terça-feira, 13/11, sua nova unidade de assistência técnica, que atenderá clientes da marca com mais agilidade e também aos proprietários de veículos blindados por outras fabricantes.

Serviços de revisões periódicas, reparos decorrentes de abalroamentos e de colisões, troca de vidros, acertos de eliminação de ruídos, entre outras demandas, serão oferecidos aos proprietários de veículos com proteção balística.

A BSS Blindagens ampliou a linha de produção em área adicional de 1.200 metros quadrados e, com isso, consolidar sua capacidade produtiva em 220 carros por mês. A empresa decidiu também alocar um novo galpão, de 2.100 metros quadrados, área destinada somente para os serviços de pós-vendas de blindados, da própria fabricação bem como de terceiros, ampliando – assim – a capacidade de atendimento de 300 carros/mês para 700 carros/mês.

LEIA MAIS  Caminhão roubado em São Paulo é recuperado pela PRF na Bahia

Mário Brandizzi Neto, CEO e sócio da BSS Blindagens, lembra que “tão importante quanto blindar carros zero quilômetro, é oferecer serviços de pós-vendas. À medida em que a frota circulante aumenta, a assistência técnica passa a ser ainda mais essencial, assegurando a qualidade do patrimônio dos clientes”.

Segundo Brandizzi, “nossa previsão de vendas para 2018, no início do ano, era superar o nosso recorde de 1.583 veículos blindados de 2014. Devemos fechar o ano com 1.500 unidades blindadas, resultado a ser comemorado pois será o segundo melhor desempenho da história de 11 anos da BSS, diante de fatos políticos e econômicos pelos quais o Brasil passou este ano, como a instabilidade cambial – e nossos insumos de proteção balística veicular dependem sobretudo da moeda norte-americana -, fortes impactos da greve dos caminhoneiros, em maio, a Copa do Mundo, em julho, e as eleições gerais em outubro último”.

Deixe sua opinião sobre o assunto!