Tector Auto-Shift é destaque da Iveco para transporte no agronegócio na Agrishow




Todos os anos a Agrishow, principal feira do agronegócio brasileiro, reúne as novidades em produtos, tecnologia e serviços para o setor. A Iveco, marca da CNH Industrial, estará presente no evento com o Tector Auto-Shift 240E30 6X2, que proporciona versatilidade e robustez para o agricultor. O veículo estará exposto no estande da Case IH, marca que também pertence à CNH Industrial, até 3 de maio, em Ribeirão Preto (SP).

Para Ricardo Barion, diretor de Vendas e Marketing da Iveco para a América do Sul, a participação da agroindústria nos negócios da marca cresce a cada ano e a montadora investe, cada vez mais, para atender o segmento. “Temos um portfólio que atende as demandas do agronegócio com excelente custo benefício e a qualidade comprovada em diversos setores do transporte de cargas. Um bom exemplo é a linha Tector, perfeita para aqueles que buscam o que há de mais moderno e eficiente em transporte, com conforto, potência e durabilidade.”

Um dos principais diferenciais do Tector Auto-Shift 240E30 6X2 está na integração entre a transmissão automatizada e o motor N67, da FPT Industrial. Com seis cilindros, 300 cv de potência e 1050 Nm de torque, o propulsor passou por uma calibração que permite trocas de marchas 60% mais rápidas, e evita queda nas rotações, o que melhora o desempenho e a média de consumo. O conjunto foi preparado para aproveitar o melhor da transmissão, que tem 10 velocidades, além de possuir uma ‘super reduzida’, que garante tranquilidade ao motorista para arrancar em situações adversas, mesmo com o caminhão carregado.

“Os atributos do modelo atendem os clientes que precisam de um semipesado 6×2 e também costumam passar muito tempo dentro do caminhão, uma vez que esse perfil de produto é predominantemente rodoviário – mais de 80%”, afirma o executivo. O modelo foi projetado para maximizar a operação, aumentando o conforto do motorista, com a transmissão automatizada, que evita possíveis erros nas trocas de marcha que poderiam ocasionar custos adicionais com combustível ou com o desgaste prematuro de componentes.

O setor agrícola representa cerca de 30% da demanda de caminhões acima de 16 toneladas de PBT, sendo que nos pesados, onde se destaca o Hi-Way 480 6×4, que está apto para o transporte de grãos, esse percentual chega até 40%.

“Destaco também a agricultura familiar, que tem um papel fundamental em um dos setores mais fortes da economia brasileira, e o Programa Mais Alimentos, em que toda a linha Daily e o Tector 15 estão cadastrados para comercialização. Esta é uma iniciativa muito importante, já que incentiva a agricultura familiar, e permite que pequenos produtores invistam no aperfeiçoamento de suas produções”, finaliza Barion.

A montadora terá também dois outros modelos da linha Tector em estandes de parceiros: um Tector 260E30 6×4, com implemento comboio de lubrificação, no estande da Sollus Mecanização Agrícola, e um Tector 170E28 4×2, com coletor de lixo, no estande da XCMG, fabricante de máquinas para construção.

A Iveco chegou ao Brasil em 1997 com a abertura de um escritório, em São Paulo (SP), que revendia caminhões produzidos na Europa. Em 2000 a montadora inaugurou o Complexo Industrial em Sete Lagoas (MG) e iniciou a produção com a linha Daily. Hoje, o portfólio da marca conta com veículos comerciais, veículos para o transporte de passageiros e veículos de defesa.

Atualmente, a Iveco tem no Brasil 16 pontos assistenciais e 57 concessionárias, totalizando 76 pontos de atendimento aos clientes. Nos outros países da América do Sul, como na Argentina, onde a Iveco completou 50 anos de produção ininterrupta em 2019, a marca tem 111 unidades de atendimento, entre concessionárias e pontos assistenciais.