Fábrica da Volvo na Bélgica para por falta de microchips

por Blog do Caminhoneiro

Como tem acontecido no Brasil, as fábricas de caminhões em outros países do mundo também tem enfrentado falta de componentes para produção de veículos. O motivo foi a readequação da produção dos fornecedores, que passaram a produzir componentes para outros segmentos, como eletroeletrônicos, no caso dos microchips. As informações foram reveladas à Reuters pelo porta-voz da Volvo, Claes Eliasson.

A fábrica de caminhões da Volvo Trucks em Ghent, na Bélgica, não produziu nenhum caminhão completo na última semana pela falta de microchips, usados principalmente para montagem de módulos dos veículos.

Traton e Daimler também tem enfrentando o mesmo problema na Europa, e dizem que a falta de componentes eletrônicos colocou os fornecedores sob pressão, causando paradas na produção nos últimos três meses.

A Volvo também prevê que o problema continue ocorrendo, pelo menos, até o final de março. Isso está atrasando a entrega dos pedidos de clientes, realizados ainda em 2020, além de atrasar a entrada em produção de novos modelos nas montadoras.

Além da Europa, nos Estados Unidos e Japão diversas montadoras tem enfrentado o problema, que deve causar atrasos na produção global de mais de 1 milhão de carros e caminhões no primeiro trimestre desse ano.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!