Conheça o caminhão mais rápido do mundo, que pode passar de 600 km/h

por Blog do Caminhoneiro

Três motores a jato J34-48 Pratt & Whitney, que equipavam um avião militar North American T-2 Buckeye, instalados sobre o chassi de um caminhão Peterbilt 1985, com mais de 3 toneladas de peso total. Essa é a receita explosiva do Shockwave, que pode passar dos 605 km/h se a pista for longa o suficiente.

Os três motores a jato produzem uma potência combinada de 36 mil cavalos, com 21 mil libras de empuxo. O avião no qual estavam instalados podia voar a 839 km/h. Já o caminhão supera com facilidade os 500 km/h.

Esse é o avião que usa esses motores a jato

Graças a toda essa potência, o super caminhão detém dois recordes, sendo “O Caminhão Mais Potente do Mundo”, e também “O Caminhão Mais Rápido do Mundo”, com o recorde de velocidade estabelecido em 605,11 km/h.

Para manter tanta potência funcionando, os motores consomem cerca de 1.500 litros de combustível por milha rodada (1,6 km). Caso os pós-combustores dos motores seja acionados, lançando uma cortina de fogo atrás do caminhão, o consumo sobe consideravelmente.

O caminhão é tão rápido, que freios normais não conseguiriam pará-lo, mesmo com freios a disco em todas as rodas. Por isso, quando precisa parar, os motores são desligados e dois paraquedas de avião são acionados, levando algum tempo até conseguirem parar o caminhão completamente.

Esse é um caminhão puramente voltado para shows. Geralmente, as apresentações acontecem em eventos de arrancadas, e também em show aéreos, na América do Norte. Uma das apresentações que mais chamam a atenção do público são as corridas contra aviões a jato, com velocidades na casa dos 480 km/h.

Essas corridas começam com o avião voando a cerca de 320 km/h. Quando o avião passa, o Shockwave acelera, chegando aos 480 km/h em apenas 11 segundos, tentando alcançar a aeronave.

A potência dos motores é tão alta, que eles precisaram ser instalados inclinados, com a saída levemente para cima. Se fossem instalados perfeitamente retos, poderiam fazer o caminhão sair do chão durante uma arrancada.

Para aumentar os efeitos nos shows, o caminhão tem escapamentos verticais, que soltam muito fogo, e também anéis nas saídas dos motores a jato, que pulverizam diesel no queimador do motor para criar efeitos com chamas e fumaça.

Para a temporada de shows deste ano, o caminhão passou por modificações na pintura, no estilo Top Gun, com detalhes militares e duas metralhadoras no lugar dos faróis.

Uma frota

Além do Shockwave, que é o modelo mais antigo dos show, foram criados o Flashfire Dodge, o Flashfire Chevy e o Aftershock Jet Fire Truck.

O Aftershock Jet Fire Truck é um caminhão de bombeiros Ford, de 1940, equipado com dois motores Rolls-Royce Bristol Viper, totalizando mais de 24.000 cavalos de potência. Esse caminhão é o caminhão de bombeiros mais rápido do mundo, com 407 milhas por hora (655 km/h), em registro no Guinness Book.

Já as picapes Flashfire são equipadas com um motor a jato cada uma, de 12 mil cavalos de potência, podendo passar dos 500 km/h.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

COMENTAR

Artigos relacionados

Deixe um comentário sobre o tema!