Mais da metade dos estados brasileiros registram pontos de greve dos caminhoneiros

por Blog do Caminhoneiro

Um levantamento divulgado há pouco pelo Ministério da Infraestrutura, com dados da Polícia Rodoviária Federal, destaca que existem pontos de movimentação de caminhoneiros em rodovias federais de 14 estados. Apesar do alto número, o ministério destacou que a quantidade de locais de bloqueio continua caindo, e que existem bloqueios de rodovias apenas nos estados da Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Santa Catarina.

Na noite de ontem, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, divulgou um áudio, que foi enviado para caminhoneiros, pedindo que os motoristas encerrem os protestos.

No áudio, o presidente diz que os bloqueios atrapalham a economia, e geram desabastecimento e inflação, prejudicando todo mundo. Ouça abaixo:

Transcrição

Fala para os caminhoneiros aí, que são nossos aliados, mas esses bloqueios atrapalham a nossa economia. Isso provoca desabastecimento, inflação e prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres. Então, dá um toque no caras aí, se for possível, para liberar, tá ok? Para a gente seguir a normalidade. Deixa com a gente em Brasília aqui e agora. Mas não é fácil negociar e conversar por aqui com autoridades. Não é fácil. Mas a gente vai fazer a nossa parte aqui e vamos buscar uma solução para isso, tá ok? E aproveita, em meu nome, dá um abraço em todos os caminhoneiros. Valeu

Ministro confirma veracidade

O Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas destacou em vídeo enviado aos caminhoneiros que o áudio é real, e foi gravado na noite de ontem pelo presidente.

O ministro também cancelou toda a agenda prevista para hoje para poder tratar da greve dos caminhoneiros. Ele deverá participar com reuniões com lideranças de caminhoneiros ainda hoje, no Palácio do Planalto.

A paralisação dos caminhoneiros começou junto com as manifestações do dia 07 de setembro, que aconteceram em todo o Brasil. Apesar das manifestações do dia 07 se esvaziarem, muitos caminhoneiros se reagruparam e iniciaram movimentos em diversos estados do Brasil.

Em alguns pontos, a Polícia Rodoviária Federal está intervindo, e liberando os motoristas que não querem participar dos protestos. Apesar de ser um movimento grande, ainda não chegou ao tamanho que teve no ano de 2018, quando praticamente todos os caminhoneiros deixaram de rodar, em todo o Brasil.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

Deixe um comentário!