Movimento de caminhões na fronteira entre Argentina e Chile deve se normalizar em poucos dias

Com a flexibilização das regras para caminhoneiros que precisam entrar no Chile a partir da Argentina, é esperado que o fluxo de veículos pesados seja normalizado em poucos dias.

Devido à dificuldade de realizar os testes em caminhoneiros no local, o que gerou filas com mais de 5 mil caminhões do lado argentino da fronteira, o governo do Chile decidiu que serão aceitos testes PCR negativos feitos até 48 horas antes da passagem do caminhoneiro pela fronteira.

Além disso, para minimizar as tentativas de fraude nos exames, testes aleatórios continuarão a ser feitos em parte dos caminhoneiros.

Apesar da melhora significativa na logística entre os países, o Ministério da Infraestrutura afirmou que vai continuar negociando uma solução de longo prazo para as viagens internacionais de caminhoneiros para Argentina e Chile, e uma nova reunião com autoridades de saúde e de transporte dos dois países deve ser realizada ainda esta semana.

Nesta reunião será tratada a possibilidade de aceitação dos testes realizados pelo SUS, além da fiscalização do seguro saúde, que está sendo exigido dos caminhoneiros.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro | Foto: STR / AFP

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Volvo FH 540 é o caminhão mais vendido do Brasil Conheça o NIKOLA TRE movido a hidrogênio Caminhões comemorativos viram febre entre transportadoras Centenas de vagas de emprego para caminhoneiros Conheça o super caminhão futurista da Peterbilt