Uso de bitrens pode reduzir a escassez de motoristas nos Estados Unidos

O estado norte-americano da Louisiana espera que a utilização de bitrens em operações de transporte rodoviário possa ser uma solução imediata para a falta de motoristas profissionais. Na última semana, um projeto de lei estadual foi aprovado no Comitê de Transporte, Rodovias e Obras Públicas. Agora, o texto segue para análise no plenário.

Esse texto passa a autorizar o transporte de certos tipos de cargas, como contêineres, em caminhões do tipo bitrem, muito usados no Brasil. Com o transporte de duas cargas por apenas um motorista, a falta de profissionais qualificados poderia ser rapidamente reduzida.

Caberá ao Departamento de Transporte e Desenvolvimento da Louisiana a emissão de licenças anuais, permitindo o uso dessas composições em apenas algumas rodovias do estado, para evitar complicações aos trânsito.

Os Estados Unidos tem sofrido para entregar cargas aos clientes finais, especialmente dos portos. Recentemente, alguns terminais portuários tinham até 16 cargas para cada caminhão, o que fez os valores de frete subirem consideravelmente.

Se o projeto for aprovado, a meta é que entre em vigor o mais rápido possível. Apesar disso, ainda será necessária a adaptação da frota existente, para poder realizar o transporte com duas carretas.

Isso também deverá gerar um impacto nos motoristas. Muitos já se posicionam contra o uso de caminhões tão grandes, e se preocupam com a questão salarial, pois estarão transportando duas cargas e podem receber apenas um salário.

Outro problema destacado pelos legisladores daquele estado é com a questão da infraestrutura rodoviária. A maioria das pontes dos Estados Unidos é antiga, e pode não suportar o peso extra dos novos caminhões. Por isso, também pode-se exigir a utilização de carretas com 3 eixos, e não 2 como normalmente é usado, para melhor distribuição de peso.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

1 comentário

daniel 20/04/2022 - 16:29

vixxi,tudo começou assim aqui no Brasil e veja a droga que virou,mais peso mais prejuízo…

Reply

Deixe um comentário!

Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos Montagem de caminhões no Brasil segue em alta