Estados Unidos fornecem três tipos de vistos de trabalho para caminhoneiros

Com o problema crescente da falta de profissionais para o setor de transportes nos Estados Unidos, diversas empresas e entidades já solicitam ao governo daquele país algumas formas de facilitar a entrada de imigrantes, para assumirem a direção de caminhões em rotas interestaduais, segmento que mais enfrenta escassez de mão de obra.

Para as empresas, conseguir caminhoneiros estrangeiros com maior facilidade seria a forma mais rápida de aliviar os efeitos do problema, e colocar as suas frotas plenamente na estrada, evitando manter caminhões parados por falta de empregados.

A medida também aliviaria problemas graves que vem ocorrendo na cadeia logística do país, com fretes cada vez mais caros e produtos que acabam demorando mais do que deveria para ser entregues.

E para os imigrantes que fossem aceitos no país, a oportunidade poderia ser uma grande mudança no estilo de vida, com ganhos estimados em mais de US$ 50 mil por ano, podendo chegar aos US$ 110 mil em algumas empresas.

Só que o processo de imigrar para o país e obter o visto que permite tirar a carteira de motorista profissional é lento e muito caro. Tanto para o imigrante quanto para a empresa interessada em contratá-lo.

O tempo médio para se obter esse documento chega aos dois anos, e pode custar mais de US$ 20 mil para cada uma das partes, devido aos longos e burocráticos processos envolvidos.

Apesar do custo e dificuldade, o país já oferece três tipos de vistos para caminhoneiros, que também são usados por outros tipos de trabalhadores que pretendem morar nos Estados Unidos.

Os vistos H-2B, EB-3 e E-2 podem ser obtidos por trabalhadores nos Estados Unidos, geralmente em áreas que enfrentam alguma escassez de mão de obra, como é o caso do setor de transportes.

Visto H-2B

Empresas de transporte dos Estados Unidos podem contratar caminhoneiros estrangeiros por meio do visto H-2B. Esse tipo de visto foi criado para ajudar as empresas a reduzir a escassez de mão de obra onde os trabalhadores norte-americanos não estão dispostos e não são capazes de realizar trabalho não agrícola.

Esse visto pode ser obtido por um prazo de doze meses, que pode ser prorrogado por até três anos, caso a empresa prove que a necessidade de mão de obra persiste.

Para que seja possível obter esse visto, a empresa precisa ser certificada pelo Departamento do Trabalho dos Estados Unidos, mostrando que não consegue realizar a contratação de cidadãos do país.

O visto H-2B só pode preencher uma necessidade temporária, como uma ocorrência única, necessidade sazonal, necessidade de pico de cargas ou necessidade intermitente.

Depois de obter a aprovação da certificação de trabalho, o empregador dos EUA deve enviar uma petição aos Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (USCIS).

Após a aprovação da petição, os caminhoneiros selecionados devem ir ao consulado dos EUA mais próximo para obter um visto no passaporte antes de poderem entrar nos EUA e começar a trabalhar.

EB-3 – Opção de Residente Permanente Baseado no Emprego

O visto EB-3 é muito semelhante ao H-2B, mas a grande diferença se dá pelo tempo de permanência nos EUA, que é indeterminada.

Ele permite que as empresas contratem caminhoneiros estrangeiros sem qualificações especiais, como faculdades, que poderão residir no país para sempre.

O visto EB-3 também exige uma certificação de trabalho do Departamento do Trabalho para a empresa, nos mesmos moldes do H-2B.

Como a falta de caminhoneiros no país é amplamente noticiada, não é difícil para as empresas provarem que não conseguem contratar norte-americanos.

Depois que a empresa é aprovada pelo Departamento do Trabalho, ela deve apresentar uma petição de Residente Permanente ao USCIS.

Se essa petição for aprovada, o caminhoneiro deve ir ao consulado dos EUA mais próximo para obter o visto de imigrante ou, se estiver nos EUA, solicitar o ajuste de status.

O EB-3 é um processo mais demorado e caro que o H2-B, mas tem a vantagem de resolver a falta de motoristas de forma mais permanente.

Depois de obter o visto, o caminhoneiro ainda precisará obter a carteira de motorista nos Estados Unidos, já que o país reconhece apenas as carteiras de habilitação profissionais do Canadá e México em seu território. Originários desses dois países, os caminhoneiros podem obter o visto e começar a trabalhar no dia seguinte.

Caso contrário, o processo de obtenção de uma carteira de motorista comercial provavelmente levará algumas semanas na maioria dos estados dos EUA.

Visto E-2 – Proprietário Operador

Caminhoneiros autônomos, conhecidos nos Estados Unidos como proprietários operadores, também podem obter um visto exclusivo para trabalho no país. Essa classe de visto é para interessados em investir nos EUA, vindo a contratar mão de obra local.

A base para esse visto de trabalho seria um tratado de investimento assinado entre os EUA e o país de origem do caminhoneiro.

Esse visto só é obtido se houver um investimento substancial e um plano de negócios muito sólido, criado para esse fim. Esse plano de negócios deverá envolver perspectivas de contratação de norte-americanos em poucos meses, e também projeções de lucros e futuros investimentos.

Atualmente há um grande número de pedidos desses vistos de investidores do mundo inteiro, o que tem gerado uma fila de cerca de um ano apara análise de cada caso.

Esse visto também é limitado para pessoas que tenham cidadania de países que tenham tratados comerciais com os Estados Unidos, como Itália, Alemanha, Argentina, Chile, França, Colômbia, Paraguai, Israel, Japão, entre outros, e o valor mínimo de investimento é de US$ 100 mil.

Nos mesmos moldes, existe o visto EB-5, com um investimento bem mais alto, de US$ 800 mil.

Apesar dessas possibilidades, ainda existe muita burocracia para os caminhoneiros interessados em trabalharem nos EUA, e os prazos são bastante longos, o que, na maioria das vezes, acaba desestimulando os possíveis candidatos.

5 comentários

Rômulo pereira do nascimento 08/10/2022 - 10:34

Bom dia meu nome e Rômulo pereira do nascimento gostaria muito de uma oportunidade dessa de motorista carreteiro já tenho experiência aqui no Brasil a 20 anos…(31) 9 85303258

Reply
Sandoval 07/10/2022 - 21:23

Olá boa noite eu gostaria de fazer parte dessa seleção de motorista pois j tenho experiência

Reply
Damilton de Almeida Conceição 06/10/2022 - 14:34

Damilton de Almeida Conceição….(41920013439) tenho interesse em trabalhar de camioneiro nós estados unidos!

Reply
Ronaldo de melo Vilar 06/10/2022 - 14:08

Boa tarde !! Estou muito Interesse em entrar nessa seleção, de caminheiro nós Estados Unidos, já estou com meu passaporte, trabalho com caminhão no Brasil, Rio de janeiro

Reply
Antônio Carlos Dos Santos 02/10/2022 - 14:18

Olá tenho muito interesse de ir trabalhar na América de caminhoneiro, so preciso da oportunidade aparece.

Reply

Deixe um comentário!

Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos