Mercedes-Benz amplia linha Arocs no lançamento da nova linha Euro 6

Há um ano a Mercedes-Benz apresentou no Brasil seu caminhão mais bruto, desenvolvido para operações superpesadas fora de estrada, o Arocs, que chegou em versão exclusiva basculante 8×4. O modelo recebeu a nomenclatura 4851 K 8×4.

Custando cerca de R$ 1,3 milhão, o caminhão era o único de sua família até o último dia 19, quando a montadora apresentou sua nova linha de caminhões Euro 6, trazendo três novas versões do modelo, sempre com tração 6×4.

Os novos Arocs 3351, 4151 e 3353 poderão ser comprados pelos clientes como Plataforma, Basculante e Cavalo Mecânico, trazendo os mesmo níveis de força, robustez e produtividade do irmão mais velho.

“Com os novos modelos 6×4, nosso portfólio Arocs passa a oferecer soluções para diversas operações da mineração, construção civil, grandes obras de infraestrutura e agora também do agronegócio, como transporte de cana-de-açúcar e madeira. O Arocs chega com motores que atendem à legislação Proconve P8 (Euro 6) quanto às emissões de poluentes, além de oferecer mais eficiência no transporte, com economia no consumo de combustível e melhor TCO (Custo Operacional Total), contribuindo para que o cliente obtenha a rentabilidade desejada”, diz Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas e Marketing Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

As novas versões são indicadas para operações severas, especialmente fora de estrada, e são equipadas com o motor OM 460 LA de 495 cv de potência e 2.400 Nm de torque, ou o OM 471 LA de 530 cv e 2.600 Nm, para o Arocs 3353 6×4.

A partir de agora, os caminhões são equipados com a nova tecnologia tecnologia BlueTec 6 para atendimento ao Proconve P8 (Euro 6), uma combinação aplicada aos motores Mercedes-Benz que resulta numa solução robusta de pós-tratamento de emissões, formada por três módulos: DOC (catalisador de oxidação), DPF (filtro de partículas) e SCR (Redução Catalítica Seletiva).

Aliada aos motores, está a nova transmissão automatizada PowerShift Advanced, com novo comando de embreagem, novo módulo eletrônico de maior capacidade, que aumenta a eficiência do trem de força. De acordo com a Mercedes-Benz, essa combinação acelera o acoplamento da embreagem em 40%, o que garante trocas de marcha mais rápidas.

Por fora, o caminhão pode receber, como opcional, faróis em LED, que são mais eficientes e mais duráveis para essas aplicações off-road, o que evita que o caminhão precise fazer paradas não programadas para manutenção.

Dentro da cabine, o caminhoneiro vai contar com dois airbags, oferecidos como opcionais a partir do segundo semestre de 2023 e também com sistema ESC (Programa de Controle de Estabilidade), que proporciona mais segurança nas manobras em curvas acentuadas e em terrenos irregulares.

O caminhoneiro também vai contar com novos bancos, pneumáticos, que são mais ergonômicos e possuem 11 possibilidades de regulagens para o motorista, com disponibilidades de 2 apoios de braços com regulagens de altura e o cinto de segurança integrado ao banco também com regulagem de altura.

A cabina do Arocs, por sua vez, que já é a nova referência em conforto e praticidade para os motoristas que trabalham em condições extremas, ganhará uma nova versão leito no segundo semestre de 2023. Com ainda mais espaço, porta objetos e facilidade de limpeza, ela é indicada para operações de cana ou madeira.

Deixe um comentário!

Caterpillar apresenta caminhão gigante totalmente elétrico Caminhoneiros estão cada vez mais procurados pelas transportadoras Caminhoneiro recém contratado depena caminhão nos EUA Eficiência dos motores diesel chega a um novo patamar Projeto quer acabar com valores de fretes muito baixos