MontadorasNotíciasOnibus

Volvo fecha as primeiras vendas de seus novos ônibus rodoviários Euro 6

Apresentada na última LatBus, a nova geração de ônibus rodoviários Volvo já tem 147 encomendas de empresas de transporte de todas as regiões do País. Equipada com a mais avançada tecnologia mundial para o transporte de passageiros, a família de chassis é composta pelos modelos B380R, B420R, B460R e B510R, sendo este o mais potente ônibus do Brasil.

“Estamos muito otimistas com os primeiros negócios e a alta receptividade dos clientes. O mercado de ônibus rodoviários vem em recuperação nos últimos anos e os novos modelos Euro 6 reforçam ainda mais nossa oferta de veículos de alta tecnologia, em que já somos referência”, declara André Marques, presidente da Volvo Buses América Latina.

“O segmento de chassis rodoviários vem se recompondo desde a pandemia. Além do represamento de viagens naquele período, o dólar valorizado aumentou a demanda por viagens domésticas, notadamente as de rotas longas. Os novos ônibus Volvo oferecem alta segurança e conforto aos passageiros, com excepcional economia de combustível para os frotistas. É uma combinação perfeita”, assegura Paulo Arabian, diretor comercial de ônibus da Volvo.

A família de chassis tem versões 4×2, 6×2 e 8×2 para todos os modelos. Na versão 4×2, a capacidade de carga é de 19,5 toneladas; na 6×2, 24,75 toneladas e na 8×2, a capacidade chega a 29,25 toneladas.

Mais econômicos

A boa receptividade dos novos chassis Volvo vem por conta dos aprimoramentos realizados pela marca, como os motores de 13 litros e a nova geração da caixa de câmbio I-Shift, os mesmos que equipam o consagrado caminhão Volvo FH. Juntas, essas e outras novidades reduziram o consumo de combustível em até 9%.

O propulsor tem a tecnologia common rail, que consegue maior pressão de injeção de combustível, fazendo com que a queima seja perfeita, gerando maior eficiência energética. Os chassis também são dotados da Aceleração Inteligente Volvo, um sistema que entrega torque na medida exata para o melhor desempenho e máxima economia. A transmissão I-Shift de 7ª geração permite trocas de marcha ainda mais rápidas e suaves.

Muitas inovações

Sempre na vanguarda, a engenharia da Volvo separou o radiador de água do Intercooler, uma mudança que garantiu menor perda térmica. “Este desenho criativo permitiu que o compartimento do motor mantenha temperaturas mais estáveis, proporcionando maior vida útil do óleo, com um intervalo de troca de mais de 100 mil quilômetros, 30% a mais do que na geração anterior”, assegura Gilcarlo Prosdócimo, gerente de engenharia de vendas de ônibus da Volvo.

Outro avanço é o novo painel de instrumentos totalmente digital, o mesmo dos caminhões Volvo FH, com mais de 90 funções. O motorista pode customizar três modos de visualização, dependendo das informações que desejar priorizar. O volante é novo e o condutor tem agora os controles do piloto automático e do computador de bordo sem a necessidade de mover as mãos.

Os novos chassis também têm alternadores eletrônicos. Conectados entre si, eles têm vida útil maior e melhor eficiência de carregamento de bateria. Outra mudança ocorreu na arquitetura eletrônica, chamada Multiplex 3. Ela é totalmente nova, garantindo maior velocidade de dados e ainda maior eficiência no encarroçamento dos chassis.

Segurança total

Em linha com a visão Zero Acidentes da Volvo, a nova geração evoluiu também na segurança. O freio motor VEB+ (Volvo Engine Brake) tem agora 510cv, 30% a mais do que a versão anterior e continua sendo o mais potente em todo o mercado. Além disso, é possível ainda a instalação de Retarder, como item opcional. Quando atuando em conjunto com o VEB+, a potência de frenagem total chega a 1.100 cv.

A marca manteve também os avançados dispositivos do “Sistema de Segurança Ativa” (SSA), “Programa Eletrônico de Estabilidade” (ESP) e “freios à disco com sistema de controle eletrônico EBS de 5ª geração”. Os veículos têm ainda os sistemas de segurança mais recentes, como o “Aviso de colisão frontal com frenagem de emergência”, “Aviso de Mudança de Faixa”, “Sinal de Alerta no Para-brisa”, “Piloto Automático Adaptativo” e “Assento Vibratório”. A nova linha habilita também o SSA para carrocerias com para-brisa bipartido.

Rafael Brusque - Blog do Caminhoneiro

Nascido e criado na margem de uma importante rodovia paranaense, apaixonado por caminhões e por tudo movido a diesel.

Deixe um comentário!

Consumo do Tesla Semi surpreende Conheça as oito personalidades da Ford F-150 Conheça o Ford Thorco – O caminhão de dois motores Conheça 8 dicas para evitar quebras no seu caminhão Conheça as cores preferidas dos caminhões DAF