Volkswagen 13.130 1985 0KM é colocado à venda




O Reginaldo de Campinas é um dos nomes mais conhecidos por quem gosta dos famosos “Barn Finds“, ou achados de celeiro, que são veículos que, por motivos diversos, ficam parados por muitos anos, com pouco ou nenhum uso, até serem redescobertos. A maioria desses veículos se mantém praticamente como saíram de fábrica, décadas atrás.

O último veículo pesado encontrado pelo Reginaldo de Campinas era um Mercedes-Benz L-2014, fabricado em 1987, que estava parado em Santa Catarina. Agora, o descobridor de relíquias apresentou mais um de seus achados. Trata-se de um Volkswagen 13.130, fabricado em 1985, que nunca foi usado. De acordo com o Reginaldo, ele já conhecia o caminhão, mas esperava-se a definição de um inventário para a venda do veículo.

Agora, o caminhão está à venda. O Volkswagen 13.130 é o primeiro caminhão produzido pela Volkswagen no Brasil, junto com o 11.130. A produção do modelo começou em 1981, e é equipado com motor MWM 229-6, de seis cilindros em linha, 5,9 litros de cilindrada, 130 cavalos de potência e 36,6 mkgf de torque. O câmbio é Clark, de 5 marchas, todas reduzidas.

LEIA MAIS  DAF encontra seu caminhão mais antigo ainda em operação

O Peso Bruto Total do caminhão é de 13 toneladas, e a velocidade máxima, de acordo com folhetos de época, era de 96 km/h, com o diferencial mais longo.

O caminhão foi um sucesso desde o seu lançamento, e a cabine do modelo continua em uso nos caminhões Worker da Volkswagen até hoje. São mais de 420 mil unidades produzidas em todas as versões. No ano passado, para comemorar esse sucesso, a MAN lançou uma série especial do caminhão, em versões Delivery 8.160 e Worker 13.190. Eles homenageavam os caminhões VW 6.80, VW 11.130 e VW 13.130, e foram lançados na cor amarelo primavera e preto, semelhantes às cores usadas nos primeiros caminhões VW.

O Volkswagen 13.130 descoberto por Reginaldo marca apenas 1.153 quilômetros rodados desde sua fabricação, que dá a distância entre a fábrica e o local que permaneceu por mais de 30 anos.

A cabine é cinza com faixas azuis, ostentando os imponentes quatro faróis no para-choque e a grade preta. As rodas são raiadas, e os pneus são originais de fábrica.

LEIA MAIS  DAF encontra seu caminhão mais antigo ainda em operação

Por dentro o caminhão apresenta um interior simples, mas impecável, totalmente original, ainda com o plástico de fábrica em alguns itens, como os quebra-sóis.

O caminhão está a venda, e se destina a colecionadores, dado a seu estado de conservação e valor histórico. O valor pedido não foi informado.

Quem tiver interesse no veículo pode entrar em contato com o Reginaldo de Campinas, por meio do seu site https://reginaldodecampinas.com.br.




Deixe sua opinião sobre o assunto!