Venda de usados cresce na SelecTrucks da Mercedes-Benz

por Blog do Caminhoneiro

Após a parada econômica causada pelo coronavírus, os transportadores voltaram a investir na compra de caminhões novos e seminovos/usados. E os números de negociações de veículos seminovos e usados negociados cresceu em face da falta de caminhões novos no mercado. O assunto foi parte de uma entrevista realizada pelo Blog do Caminhoneiro, Portal Caminhões e Carretas e Midia Truck Brasil com o vice-presidente de vendas e marketing caminhões e ônibus da Mercedes-Benz do Brasil, Roberto Leoncini.

Para ele, a parada das fábricas de caminhões no Brasil nos meses de março e abril causou uma escassez temporária de veículos novos, o que acelerou a procura por caminhões usados. “O empresário que quer fazer troca e tem seminovo para vender, está vendendo muito bem o caminhão hoje”, disse o executivo.

O aumento da procura por usados também ajudou a valorizar os veículos disponíveis no mercado, com preços que cresceram na casa de 20% a 30%, dependendo do modelo e implementação. Além disso, alguns caminhões, como modelos 6×4 rodoviários estão escassos.

De acordo com dados disponibilizados pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), a venda de caminhões usados em julho foi de 32.447 unidades, 10 mil a mais do que em junho, quando foram negociadas 22.171 unidades.

Para a SelecTrucks, criada em 2013 pela Mercedes-Benz para venda de caminhões seminovos que entram em negócios de caminhões novos da montadora, as vendas cresceram consideravelmente.

Dados disponibilizados pela Mercedes-Benz com exclusividade ao Blog do Caminhoneiro mostram que nesse ano as vendas da SelecTrucks cresceram 22,7%, apesar do mercado de usados ter caído 27,8% no geral.

As vendas entre janeiro e julho de 2020 somaram 895 unidades, ante 729 do mesmo período do ano passado. Somente em julho foram negociadas 195 unidades, 47,7% mais do que em junho, quando foram vendidos 132 caminhões seminovos pela SelecTrucks.

“Em julho foi batido o recorde de faturamento de usados. Desde 2013 a gente nunca tinha faturado o número de veículos que a gente faturou. Foram 195 caminhões em um mês só. Isso nunca tinha acontecido”, completou Leoncini.

O executivo também destaca que a procura por usados reduziu até o estoque de veículos na SelecTrucks, e que muitos veículos são negociados antes mesmo de chegarem à loja, principalmente modelos semipesados que já estejam implementados, principalmente baús.

Para Leoncini, a compra de caminhões se tornou alternativa para quem perdeu o emprego devido à pandemia, principalmente para segmentos como o agronegócio, com safras cada vez maiores e um volume de cargas enorme para ser transportado, que não tem exigências tão altas de especialização do motorista e veículo, como o transporte de químicos, por exemplo.

Outro segmento bastante valorizado entre os usados é o de semipesados, que também tem baixa disponibilidade de veículos no mercado, devido à alta procura.

“O semipesado é o faz tudo, é o coringa. De vez em quando fica dentro da cidade, ele faz o intermunicipal, e pode fazer o interestadual. Também serve para diversos tipos de cargas, dependendo do implemento que se tenha”, destaca Leoncini.

Para ver o estoque de caminhões da SelecTrucks, acesse https://selectrucks.com.br/.

Rafael Brusque – Blog do Caminhoneiro

 

 

COMENTAR

QUER ENTRAR EM CONTATO COM O BLOG DO CAMINHONEIRO? ENVIE UMA MENSAGEM CLICANDO NO NÚMERO ABAIXO

042-3532-4235

Artigos relacionados

Deixe sua opinião sobre o assunto!